Caldeirão Político

Segunda-Feira, 13 de Julho de 2020, 19h:39

Oposição precisa conquistar mais 2 votos para afastar Emanuel Pinheiro do cargo

Cícero Henrique

O vereador Felipe Wellaton fez as contas e afirma que faltam apenas 2 votos para aprovar o pedido de afastamento imediato do prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro.

Na semana passada a CPI do Paletó, que investigou o prefeito, delatado pelo ex-governador Silval Barbosa e pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso José Riva de receber propina no valor de R$ 800 mil na forma de 'mensalinho'.

O relatório aprovado pela CPI pede, além do afastamento imediato do prefeito, a insatauração de processo de cassação do mandato. “Em razão de todo o exposto, bem como das robustas e evidentes provas produzidas no decorrer de todo o transcurso dessa Comissão Parlamentar de Inquérito, acompanho o relatório produzido pelo membro dessa Comissão Vereador Sargento Joelson, no sentido de que o acusado cometeu os delitos de obstrução de justiça, bem como quebra de decoro do cargo, por receber dinheiro oriundo de propina, concussão, organização criminosa e ato de improbidade administrativa. Consequentemente, voto pela abertura de uma comissão processante em desfavor do acusado e que seja o mesmo condenado à cassação do cargo que ocupa, de Prefeito de Cuiabá”, disse o vereador Marcelo Bussiki, presidente da CPI, durante seu voto.

"Estamos perto de afastar imediatamente o prefeito Emanuel Pinheiro. Nós já temos 11 votos dentro da Câmara Municipal. Precisamos somente de mais dois votos! Mais dois votos, e enfim, veremos o prefeito do paletó longe do Alencastro, tomando medidas que todos os dias prejudicam a população cuiabana. Emanuel tem que deixar o cargo imediatamente para parar de usar a máquina pública para se defender e parar de obstruir as investigações a respeito do dinheiro de propina, que ele pegou e foi filmado. Compartilhem, e cobrem os vereadores que ainda não se posicionaram", postou Wellaton em suas redes sociais".

Segundo o grupo de oposição ao prefeito na Câmara Municipal, estão indecisos os vereadores Vinicius Huguney, Aluísio Leite e Chico 2000.

Os vereadores 'fechados' com o prefeito são Adevair Cabral, Adilson Levante, Juca do Guarana, Justino Malheiros, Renivaldo Nascimento, Mario Nadaf, Orivaldo da farmacia e Toninho de Souza.

Leia também: Silval Barbosa depõe na CPI do Paletó e cita Blairo Maggi e Paulo Prado

Reveja abaixo o 'vídeo do paletó'


Fonte: Caldeirão Político

Visite o website: caldeiraopolitico.com.br