Caldeirão Político

Domingo, 29 de Março de 2020, 13h:47

PRESIDENTE IGNORA O MUNDO E PAVIMENTA RENÚNCIA

Redação

A Covid-19 já matou, em todo o mundo, artistas, médicos, enfermeiros e cientistas.

No Brasil, o novo coronavírus tem potencial para derrubar o presidente Jair Bolsonaro. Refiro-me aqui ao comportamento do líder desta Nação diante da calamidade mundial.

O presidente desautoriza os ministros da Saúde e da Economia, minimiza as mortes, não está preocupado com o colapso no sistema de saúde, que será responsável por milhares de mortes de pessoas acometidas por outras doenças, que ficarão sem atendimento por conta da absoluta falta de leitos e profissionais.

Hoje o ministro da Economia, Paulo Guedes, teve uma excelente reunião, por meio de videoconferência, com prefeitos de todas as regiões. Demonstrou empenho para encontrar uma forma, juntamente com o ministro da Saúde Henrique Mandetta, para conter a velocidade da curva de contaminação no Brasil, ajustando coordenadamente onde parar, onde trabalhar, de acordo com a realidade de cada município, de cada Estado.

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, na tarde de sábado (28), demonstrou cientificamente a importância do isolamento social e da coordenação Governo Federal, Estados e Municípios, para manter funcionando os setores econômicos e produtivos com base em critérios técnicos e científicos.

Hoje (29) Jair Bolsonaro foi às ruas, causou aglomerações, criticou as determinações da Saúde, referiu-se com frieza à perda de vidas.
Pergunto ao presidente: Caso o senhor adoeça, vai abrir mão do leito e do respirador, do atendimento no Hospital das Forças Armadas e/ou nos hospitais VIPs na Capital paulista?

Quando os caminhões do Exército Brasileiro começarem a transportar cadáveres em comboios, o Presidente terá de encarar a realidade e admitir que agiu de forma irresponsável. Neste momento, seu legado será comparado ao de genocidas.

O Presidente tem o dever de proteger seu povo, assistir os necessitados, respeitar a Constituição.

Ao ignorar a ciência, desprezar as medidas de contenção adotadas em todo o planeta, Jair Bolsonaro está escrevendo sua carta renúncia.

 


Fonte: Caldeirão Político

Visite o website: caldeiraopolitico.com.br