Caldeirão Político

Terça-Feira, 17 de Março de 2020, 14h:36

TSE adia eleições suplementares para o Senado Federal em Mato Grosso

Redação

Um despacho desta terça-feira (17) da presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, atendeu a uma solicitação do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso (TRE-MT) e adiou a realização das eleições suplementares para o Senado Federal que aconteceriam no estado em 26 de abril. O despacho não marcou uma nova data para o pleito, que será deliberada oportunamente.

O pedido de adiamento foi feito pela Justiça Eleitoral de Mato Grosso, responsável pela realização da eleição. Na decisão, a ministra afirmou que a nova data será marcada com "maior brevidade possível", sem descartar a realização do pleito neste ano.

A decisão da presidente da Corte Eleitoral tem o objetivo de prevenir a expansão da pandemia do novo coronavírus, fundamentada em orientações das autoridades sanitárias que desaconselham a aglomeração de pessoas – como comumente acontece em dias de votação –, para se evitar a propagação do vírus.

No despacho, a ministra cita a possibilidade de realizar a eleição suplementar em outubro, junto com as eleições municipais.

Veja AQUI íntegra do despacho.

Reprodução

Mauro Mendes

 

O governador Mauro Mendes considerou “prudente e oportuna” a decisão da ministra Rosa Weber, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em determinar o adiamento da eleição suplementar para vaga de senador em Mato Grosso, prevista para abril.

“Considero a decisão da ministra Rosa Weber muito prudente e oportuna. A determinação vem ao encontro do decreto que editamos nessa semana, que traz uma série de medidas de prevenção e combate ao Coronavírus”, afirmou.

“Além de exigir gastos extras ao Estado em um momento de contenção de despesas, uma eleição suplementar nesse momento colocaria em risco a saúde da população, o que não tem preço. Agora é hora de seguir as recomendações da OMS, Ministério da Saúde e do nosso Governo, para que o vírus não cause prejuízos aos nossos mato-grossenses, especialmente aos idosos e aos que estão nos grupos de risco”, concluiu.

Medidas do Governo

Na última segunda-feira (16), o governador anunciou uma série de medidas para que o Coronavírus não avance no estado.

Entre as principais ações estão:

- Criação do Gabinete de Situação para monitorar a questão;

- Suspensão das aulas no ensino público estadual e municipal do dia 23 de março a 5 de abril;

- Suspensão da participação de servidores em atividades de capacitação, treinamento ou eventos, tanto internacional quanto interestadual;

- Suspensão dos eventos realizados pelo Estado, em ambiente fechado, com público superior a 200 pessoas e recomendação para a não realização por parte do setor privado;

- Isolamento domiciliar a servidores com suspeita de contaminação e regime de teletrabalho aos servidores que estiveram em áreas de risco;

- Requisição administrativa de serviços de saúde, profissionais de saúde e equipamentos;

- Autorização para realização de despesas, para aquisição de bens/serviços/insumos de saúde, com dispensa de licitação.

Leia também:

Como conquistar votos em tempos de isolamento social?


Fonte: Caldeirão Político

Visite o website: caldeiraopolitico.com.br