Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020

Geral
Sábado, 10 de Janeiro de 2015, 11h:58

REFLEXÃO

No Brasil, intolerância religiosa é crime

Da Redação do Caldeirão Político

 

Dia 21 de janeiro é a data nacional de combate à intolerância religiosa. A data foi instituída em 2007 pela Lei 11.635

Já a Lei 9.459, de 1997, considera crime a prática de discriminação ou preconceito contra religiões. Ninguém pode ser discriminado em razão de credo religioso. O crime de discriminação religiosa é inafiançável (o acusado não pode pagar fiança para responder em liberdade) e imprescritível (o acusado pode ser punido a qualquer tempo). A pena prevista é a prisão por um a três anos e multa.
 
Nós brasileiros precisamos refletir sobre o ocorrido em Paris nesta semana, quando um jornal foi alvo de terroristas que reagiram a publicações que ridicularizaram sua religião.
 
Não concordamos com o terrorismo, não apoiamos nenhum tipo de intolerância religiosa, nem preconceitos. Defendemos a liberdade de expressão e a liberdade de culto. 
 
Precisamos avaliar como as autoridades brasileiras e a sociedade organizada reagiriam ante a publicações de cunho discriminatório.
 
Entendemos que discriminação gera mais discriminação, revolta e reações violentas. Daí a importância do respeito às etnias, credos e culturas.
No Brasil, é comum encontrarmos numa mesma família pessoas com credos diferentes. 
 
Aqui, respeitamos as diferenças, mesmo que não concordemos com determinadas práticas.

Por isso, precisamos refletir sobre os acontecimentos mundiais com discernimento e serenidade. 

E você, o que pensa sobre isso?
 
Leia também: 
 
 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO