Domingo, 29 de Março de 2020

Geral
Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 08h:43

CORONAVÍRUS

Coronavírus avança na Coréia do Sul, Itália e Irã

Na Itália 11 cidades estão em quarentena

Redação com Agências

Reprodução

A ANSA, agência de notícias italiana, confirmou hoje a 5ª morte causada pelo coronavírus. Trata-se de um idoso de 88 anos residente em Bergamo.

Até o inicio desta manhã de segunda-feira (24) a Itália confirma 153 caos de Covid-9 Onze cidades italianas estão sob 'toque de recolher', sendo dez na região da Lombardia e uma no Vêneto.

China
O número de casos de Covid-19 subiu para 77.262 na China na manhã desta segunda-feira (24), 214 a mais que o registrado no último levantamento. Foram registrados 2.595 morte no país.

Coréia do Sul
A Coréia do Sul está em alerta máximo desde domingo (23), depois de confirmar que centenas de membros de uma comunidade cristã no foram infectados no sul do país. Mais de 9 mil pessoas estão em quarentena ou foram obrigadas a permanecer em casa. As autoridades confirmaram nesta segunda-feira mais 70 casos, elevando para 833 casos no país.

Irã
O Irã é o segundo país com mais óbitos causados pelo Covid-9 fora da China, chegando a 8 nesta segunda-feira. As autoridades anunciaram o fechamento de escolas e locais de aglomeração de pessoas.

Brasil
O Ministério da Saúde (MS) avalia que o número de casos suspeitos deve aumentar. A avaliação é secretário nacional de Vigilância em Saúde do MS, depois que a Organização Mundial de Saúde ampliou as definições de suspeita para o coronavírus e incluiu novos países no rol de alerta.

A lista agora inclui, além da Itália, Alemanha, França, Austrália, Filipinas, Malásia, Irã e Emirados Árabes. Com isso, agora, estão enquadradas dentro desta definição de casos suspeitos as pessoas que viajaram para esses países nos últimos 14 dias e que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar.

Até às 12h30 de domingo (23) o Brasil contabiliza 2 casos suspeitos, um em SP e outro no RJ.

Você pode acompanhar a evolução da doença no Brasil e no mundo CLICANDO AQUI

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO