Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019

Geral
Segunda-Feira, 08 de Abril de 2019, 17h:37

DJ BILLY SPÍNDOLA

Billy Spíndola lança clipe Cuiabá no Paletó, um grito de indignação

DJ diz que tentaram suborná-lo para não publicar o clipe com críticas ao prefeito Emanuel Pinheiro

Jô Navarro

Reprodução

Intitulado CUIABÁ NO PALETÓ, o clipe do DJ Billy Spíndolafoi publicado hoje (08-04) no Youtube, data do aniversário de 300 anos de Cuiabá. O vídeo, que está viralizando rapidamente. narra a história de "Emanuel do paletó". Na apresentação, Billy registra:

"Parabéns, Cuiabá: Terra em que nasci, e tenho orgulho de viver e defender! Esse clipe é o meu, o seu, o nosso grito de indignação contra todos esses 300 anos de corrupção descarada na nossa querida capital. Sabemos que tempos sombrios nos cercam, mas que a coragem pra ir pra cima nunca nos falte. Se você se identifica, COMPARTILHE!" 

O clipe inicia com a personagem Almerinda em frente a prefeitura de Cuiabá enviando um recado para o prefeito Emanuel Pinheiro: "Você é famoso no mundo inteiro! Você é símbolo da corrupção brasileira, aquela coisa do dinheiro caindo no chão. Já mandei fazer um terno com bolsos bem largos pra você não fazer a gente passar vergonha; e olha! derrubar dólar, é até pecado".

O 'vídeo do paletó' tornou famoso o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. Gravado às escondidas no Palácio Paiaguás, sede do governo de Mato Grosso, foi divulgado em rede nacional no Jornal Nacional, que noticiou a delação premiada do ex-governador Silval Barbosa.  As imagens mostram Emanuel Pinheiro, à época em que era deputado estadual, enchendo os bolsos do paletó com maços de dinheiro que era, segundo Silval Barbosa, parte do pagamento de R$ 800 mil em troca de vista grossa dos parlamentares para as obras da Copa do Mundo de 2014 e para aprovar projetos de interesse do governo. Vários outros deputados foram filmados recebendo dinheiro, parte deles não se reelegeu ou desistiu de se candidatar. Emanuel Pinheiro foi eleito prefeito de Cuiabá em outubro de 2016. O vídeo do paletó foi divulgado em 2017, desde então a imagem do emedebista enchendo os bolsos viralizou.

Letra

Ê, Cuiabá
Terra quente o sol rachando arde no lombo sem dó
Ê, Cuiaba
Tem piqui, manga, caju, onça e pacu no Coxipo
Ê, Cuiabá
Tem ventrecha, tem mojica, também guaraná em pó
Ê, Cuiabá
Tem político safado, a grana cai do paletó

Dizem por aí
Que é um negócio de filho e pai
Dizem por aí
No paletó cabia muito mai$
Dizem por aí
Que o povo já não aguenta mais
Dizem por aí
Que gente morre porque ele roubou dimais

Vai mentindo, prometendo
Enganando a multidão
Tudo isso pra capá a grana
Da corrupção (4x)

E o povo se enganando todo dia vai usando a peneira para tampar o sol
Correndo de um lado pro outro lado ou de lado pra fi$gar o peixe no anzol
Não tem problema, a gente tem cerveja barata, internet e o melhor carnaval
Se liga minha gente, fica esperto, será que privatizaram a nossa moral?

FICHA TÉCNICA:
Câmeras: Lucas Vinicius, Guilherme Alves, Macario Júnior e Taiguara Luciano
Produção: Carol Damasceno
Direção: D. Boquinha
Montagem: Taiguara Luciano
Composição, arranjos, produção musical e roteiro: Billy Espíndola

BANDA:
Bateria: Marcus Tubarão
Baixo: Wellington Berê
Mocho: Deds Cabulha
Guitarra de Cocho, Ganzá e Voz: Billy Espíndola

 

Tentativa de suborno

Billy Spíndola declarou para a imprensa que foi contatado por uma servidora da SEC 300, por Whatsapp, que o questionou se "havia alguma forma de reverter isso" [a publicação do clipe], informa o site Leia Agora. Billy pediu que ela fosse mais clara e a servidora, identificada como Silvana Cordova Cavalcante Mendonça, que está lotada na SEC 300, mas presta serviços na Sicom.  pediu que se encontrassem para conversar e disse que o prefeito mandou conversar "com você e com todos os outros", pois fará mudanças na Cultura e quer "construir isso junto com representantes do seguimento (sic), inclusive vc"











O outro lado

A pessoa que entrou em contato com Billy se chama Silvana Cordova e é assessora de projetos dos 300 Anos.

"Meu lado sempre foi o segmento Cultural. E faço parte dele. Atualmente estou sim na Gestão de Emanuel Pinheiro tentando colaborar neste setor, mas não estou na Secretaria de Cultura e, como Billy se posicionou com críticas e apontamentos da Gestão eu o procurei para entender quais seriam e como podemos melhorar.  Minha intenção era apenas levar aos gestores responsáveis as críticas e sugestões, mesmo porque nem tenho autonomia para atuar nos projetos desenvolvidos pela Secretaria de Cultura, pois como eu disse não sou servidora desta pasta. Mas reforço que sou do segmento Cultura, hoje estou na gestão mas atuo mesmo nas artes cênicas", disse ela.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO