Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018

Geral
Terça-Feira, 04 de Dezembro de 2018, 13h:24

DESENTENDIMENTO

Advogado é levado para a PF após criticar ministro do STF

Advogado foi levado para a Superintendência da Polícia Federal. em Brasília após criticar ministro durante voo São Paulo-Brasília

Jô Navarro

Reprodução/arquivo pessoal

Ricardo Lewandowski

O advogado Cristiano Caiado de Acioli dirigiu-se ao ministro do STF Ricardo Lewandowski durante um voo de São Paulo para Brasília nesta terça-feira (4).

- Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando vejo vocês", disse ele.

O ministro irritou-se e respondeu: "Vem cá, você quer ser preso?".

O advogado retrucou: "Eu não posso me expressar? Chama a Polícia Federal então".

Ricardo Lewandowski mandou o comissário de bordo chamar a Polícia Federal. Depois de uma conversa Acioli se comprometeu a manter a calma durante o voo. Quando chegaram a Brasília ele se dirigiu aos passageiros e pediu uma salva de palmas de quem concordasse com ele sobre o sentimento de vergonha em relação ao STF, que aplaudiram.

No desembarque Aciole foi acompanhado de um técnico judiciário do Supremo e em seguida levado para a Superintendência da Polícia Federal.

Segundo a assessoria da PF, Acioli está sendo ouvido por um delegado e ainda se encontra retido, embora não haja acusação formal contra ele.

A informação foi publicada pelo portal Jota Info, que também divulga um vídeo gravado à bordo da aeronave.

 

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO