Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020

União
Segunda-Feira, 27 de Julho de 2020, 08h:37

DENUNCIADO EM HAIA

Sindicatos de profissionais de saúde denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional

Denúncia responsabiliza o presidente Bolsonaro de neglicenciar a crise sanitária e cometer crime contra a humanidade

Redação com Agências

Agência Brasil

América Latina e Caribe ultrapassam a América do Norte no número de contaminados pelo novo coronavírus e o presidente Jair Bolsonaro pode responder internacionalmente sobre a postura do governo federal na pandemia da covid-19.

Vários sindicatos de profissionais da saúde do Brasil protocolaram uma queixa coletiva contra o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, no Tribunal Penal Internacional (TPI), com sede em Haia, no domingo (27). Eles denunciam o gerenciamento da crise sanitária ocorrida devido à pandemia de coronavírus.

"Jair Bolsonaro continua negando a gravidade da pandemia", afirma a coalizão sindical Rede Sindical Brasileira UNI Saúde, que representa mais de um milhão de trabalhadores. A denúncia é assinada também por entidades como a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), além de duas entidades internacionais, a Internacional dos Serviços Públicos e a UNI Global Union. "No entendimento da coalizão, há indícios de que Bolsonaro tenha cometido crime contra a humanidade durante sua gestão frente à pandemia, ao adotar ações negligentes e irresponsáveis, que contribuíram para as mais de 80 mil mortes pela doença no país", destacam.

Leia também:

Presidente Bolsonaro e a responsabilidade pelo descontrole da pandemia no Brasil

Desde o início de seu mandato, Bolsonaro já foi acusado outras três vezes no TPI, duas delas devido ao gerenciamento da crise sanitária. Em abril, a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD) protocolou uma representação criminal contra Bolsonaro em Haia pela prática de crime contra a humanidade "que vitima a população brasileira diante da pandemia de coronavírus". Em junho, o PDT anunciou que Haia aceitou seu pedido e estava analisando uma denúncia similar.

Na América Latina, o Brasil é a nação mais afetada pela pandemia de coronavírus. O país registra quase 87 mil mortes e cerca de 2,4 milhões de contaminações.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO