Domingo, 09 de Agosto de 2020

União
Terça-Feira, 11 de Fevereiro de 2020, 16h:08

SISTEMA "S"

Ministro Rogério Marinho recebeu R$ 189 mil de jetons para participar de 11 reuniões no Sesc

Redação

Reprodução

O novo ministro do Desenvolvimento Regional, o ex-deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), recebeu pelo menos R$ 189 mil em jetons por participar de 11 reuniões no Sesc (Serviço Social do Comércio).

Trata-se de uma entidade do sistema “S” e da CNC (Confederação Nacional do Comércio) que recebeu R$ 3,4 bilhões em recursos públicos só nos primeiros oito meses de 2018.

Marinho toma posse como ministro nesta terça-feira (11). Como secretário, ele trabalhou em medidas de austeridade nos gastos públicos com servidores e de redução de direitos trabalhistas para jovens pela, como a reforma da Previdência e “Carteira Verde e amarela”, entre outras.

Rogério Marinho está entre os funcionários públicos que mais receberam jetons no governo de Jair Bolsonaro (sem partido), de acordo com dados obtidos pelo UOL.

A assessoria do futuro ministro disse à reportagem que a remuneração é justa, “pelos trabalhos desenvolvidos na qualidade de membro do conselho nos termos da legislação em vigor” (veja mais abaixo).

O sistema S, serviço social autônomo de natureza privada criado por lei e devidamente regulamentado, pressupõe quadros para desenvolver suas atividades e exercer suas competências Nota da assessoria do futuro ministro Rogério Marinho Marinho foi nomeado para o cargo em fevereiro do ano passado.

A assessoria da CNC explicou que o então secretário “participou de todas as reuniões ordinárias do Conselho Fiscal do Sesc, que são realizadas mensalmente, desde a sua nomeação”.

Considerando a remuneração de servidores públicos entre janeiro e outubro do ano passado, Marinho se destaca entre os que funcionários que mais receberam jetons em 2019. Nesse período, obteve R$ 147 mil, além do salário como secretário no Ministério da Economia.

Agora, com a posse como ministro, seu salário vai subir. Um ministro como Paulo Guedes, por exemplo, recebeu R$ 39 mil brutos em outubro de 2019. Marinho não explicou se continuará a ser conselheiro do Sesc e, portanto, aumentar seu novo salário de ministro com os R$ 21 mil mensais vindos do sistema “S”.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO