Sexta-Feira, 07 de Agosto de 2020

União
Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020, 14h:53

MEC

Jornal fala em pressões para Bolsonaro não nomear Feder para o MEC

Redação

Reprodução

Renato Feder

As alas olavistas e militares do governo federal estão pressionando o presidente Jair Bolsonaro a desistir e recuar do convite feito ao secretário da Educação e do Esporte do Paraná, renato Federal, para assumir o Ministério da Educação (MEC). Antes mesmo de ser anunciado oficialmente, Feder já virou alvo do grupo ideológicos e da base bolsonarista nas redes sociais. É o que informa na tarde desta sexta-feira o jornal O Estado de S. Paulo.

Olavistas (seguidores do “guru” Olavo de Carvalho) chamam a atenção para a ligação de Feder com o governador João Doria (PSDB) e dizem que a escolha foi feita para agradar empresários e apaziguar a guerra ideológica. Já os militares, segundo o jornal, foram surpreendidos com o convite do presidente e querem um nome ligado a eles, que acreditam ter mais força política. Passaram a divulgar também incoerências em seu currículo.

Renato Feder é formado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e seu  currículo na plataforma Lattes indica que ele tem um mestrado em andamento desde 2002 em Economia pela Universidade de São Paulo (USP). Mas o site da Secretaria da Educação  e do Esporte do Paraná informa que ele é “mestre em Economia”.  Segundo o jornal paulista, procurado, Feder não respondeu às ligações.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!