Sábado, 24 de Agosto de 2019

União
Quarta-Feira, 06 de Fevereiro de 2019, 17h:02

INDENIZAÇÃO MILIONÁRIAS

Governo quer cancelar indenização a ex-militares

Redação

Reprodução

Ex-militares de 1964

Um dos assuntos do momento é a Comissão de Anistia.
Noticia o Estadão que o governo Jair Bolsonaro quer cancelar o pagamento de indenizações, que somam R$ 7,4 bilhões, concedidas pela Comissão de Anistia a ex-militares da FAB. A cifra corresponde a valores retroativos de decisões ocorridas nos governos Lula e Dilma. A decisão do cancelamento foi tomada em conjunto pelo Palácio do Planalto e pelo comando da Aeronáutica.

Até o ano passado, a conta total envolvendo anistiados políticos chegava a R$ 17,4 bilhões. Desse valor, R$ 9,9 bilhões já foram pagos – R$ 3,5 bilhões para ex-militares. Os contemplados alegam perseguição política entre 1946 e 1988. A assessoria de imprensa da FAB informou que aguarda a chegada oficial da notificação dos pedidos de indenização para definir uma “linha de ação”.

Na lista de espera das indenizações da Comissão de Anistia estão cabos, soldados e sargentos da Força Aérea Brasileira (FAB) que protagonizaram revoltas às vésperas do golpe de abril de 1964 contra o presidente João Goulart.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO