Terça-Feira, 21 de Maio de 2019

União
Terça-Feira, 05 de Março de 2019, 07h:38

ATOLEIROS

DNIT e Exército estendem bloqueio na BR-163 até sexta-feira

Redação

Divulgação/DNIT

O bloqueio de caminhões no trecho compreendido entre Moraes Almeida e Novo Progresso na BR-163 está degradado, necessitando de bloqueio e de ações emergenciais para reestabelecimento da via em cinco segmentos, informa o DNIT nesta terça-feira (5-03). O bloqueio de caminhões em Guarantã /MT será ampliado para até a próxima sexta-feira, dia 08 de março, evitando o aumento da fila de caminhões no local crítico.

O trecho entre Moraes Almeida e Novo Progresso possui aclives compreendidos entre as serras da Castanheira e da Santinha. Com a degradação, a estrada está intrafegável e necessita de bloqueio no local até a próxima sexta-feira, 8 de março, a fim de permitir a execução de medidas emergenciais para reestabelecimento da via.

O 8º BEC começou a trabalhar na recuperação da rodovia a menos de um ano, e no domingo (3) ofereceu apoio com alimentação, água e suporte de saúde os caminhoneiros que foram afetados pelas fortes chuvas na região.

Movimento intenso

O volume de caminhões tornou-se mais intenso na região neste ano. Além disso, o trecho tem sido degradado pelas intensas chuvas, o que dificulta a manutenção da trafegabilidade dos caminhões que saem do Mato Grosso com destino aos portos de Miritituba/PA.

Nesta segunda-feira, 4 de março, o Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), general Santos Filho, e o Diretor de Obras de Cooperação do Exército Brasileiro (DOC), general Viana, coordenaram in loco as ações emergenciais para restauração do tráfego.

Eles determinaram que os trabalhos de manutenção, bem como de produção de material pétreo para reforço de subleito, ocorram 24 horas por dia. A produção deve chegar a 800m3 de material diariamente, atendendo a necessidade do serviço.

Reuniões diárias

A partir de hoje, ocorrem reuniões diárias, às 19h, de avaliação e coordenação com as equipes do DNIT, Exército e Polícia Rodoviária Federal. O objetivo é monitorar o avanço das obras e o atendimento às necessidades dos caminhoneiros parados na via.

Assistência

A prestação de assistência em saúde vai continuar na região, com a disponibilização de duas ambulâncias, além de equipe médica. Refeições e água potável estão sendo disponibilizadas diariamente aos caminhoneiros que estão no local.

Divulgação/DNIT

Marmitas

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO