Ele relatou que vai conversar com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sobre a decisão do que chamou de “isolamento vertical”. “Conversei por alto com o Mandetta ontem. Hoje vamos definir essa situação. Tem que ser, não tem outra alternativa”, disse Bolsonaro. “A orientação vai ser vertical daqui para frente. Eu vou conversar com ele e tomar a decisão. Não escreva que já decidi, não. Vou conversar com o Mandetta sobre essa orientação”, acrescentou.

Por outro lado a Sociedade de Infectologistas se manifestou em uma nota rebatendo pontos do discurso absurdo de Bolsonaro aberto nas redes de TV e rádio.

Além de defender que os brasileiros permaneçam em casa, a nota da entidade diz o seguinte:

“Tais mensagens podem dar a falsa impressão à população que as medidas de contenção social são inadequadas e que a COVID-19 é semelhante ao resfriado comum, esta sim uma doença com baixa letalidade. […] A pandemia é grave, pois até hoje já foram registrados mais de 420 mil casos confirmados no mundo e quase 19 mil óbitos, sendo 46 no Brasil”.