Terça-Feira, 17 de Outubro de 2017

Paulo Taques ainda tem poder na Casa Civil, diz Perri | Caldeirão Político

Executivo

Sexta-Feira, 04 de Agosto de 2017, 15h:30

ESCUTAS ILEGAIS

Paulo Taques ainda tem poder na Casa Civil, diz Perri

Cícero Henrique

Gcom/MT

 Paulo Taques foi preso preventivamente para evitar destruição de provas. É o que alegou o relator do processo, desembargador Orlando Perri, que investiga responsabilidades no caso das escutas ilegais em Mato Grosso.

Segundo o documento, há risco concreto de destruição de provas e a exoneração de Paulo Taques da Casa Civil teria sido mera formalidade.  Veja abaixo trechos da decisão:

"Destaque-se, em acréscimo, que Paulo Cesar Zamar Taques, em liberdade, vem buscando, de todas as formas, interferir
diretamente na apuração dos fatos, mediante a utilização dos meios de comunicação, sobretudo pelo forte prestígio que ainda possui perante a imprensa de uma forma geral, ou, quiçá, de espaços decorrentes de suas relações com o Governo", diz trecho do mandado.

"Enfatize-se, em adendo, que, apesar de não mais exercer o cargo de Secretário-Chefe da Casa Civil, o investigado Paulo Taques goza de grande prestígio no âmbito do Poder Executivo Estadual, não apenas pelo grau de parentesco mantido com o Governador [primo], mas, também, por ter sido, durante anos, seu homem de confiança."

A representação cita ainda que "o atual Secretário-Chefe da Casa Civil é irmão de Ênio Carlos de Souza Vieira Neto, “braço direito no escritório advocatício de Paulo Taques”... "razão pela qual, se não podemos afirmar, com convicção, que José Adolpho atua como longa manus de Paulo Taques na Casa Civil, pode-se dessumir, iniludivelmente, que Paulo Taques possui amplo e irrestrito acesso a tudo que diz respeito à Casa Civil e que a “saída” do Governo pode ter sido meramente “formal”."

"Também é inconcussa a necessidade da prisão para conveniência das investigações policiais, em face do risco concreto de
adulteração de provas, pois, conforme apurado pela Controladoria-Geral do Estado, o sistema de protocolo da Casa Civil, à época em que o representado era o Secretário, foi fraudado".

Leia mais: Ex-secretário da Casa Civil Paulo Taques é preso em Cuiabá

 Entenda o caso

Governador anuncia exoneração de Paulo Taques e investigação de arapongagem em MT

Grampos: Pedro Taques acusa Zaque de fraude e nega arapongagem

Pedro Taques anuncia medidas para apurar denúncias de grampos ilegais

 

Anexos:

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO