Domingo, 21 de Outubro de 2018

Municipal
Domingo, 05 de Agosto de 2018, 10h:59

CUIABÁ

Prefeitura de Cuiabá convoca população para vacinação contra sarampo e poliomielite

Redação

Tomaz Silva/Arquivo Agência Brasil

A Campanha Nacional de vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo terá início em Cuiabá na próxima segunda-feira (06) e vai até o dia 31. Neste período, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem como meta mínima vacinar 95% das 34 mil crianças de um a quatro anos, 11 meses e 29 dias.

De acordo com o secretário adjunto de Assistência em Saúde, dr. Luiz Gustavo Raboni, a campanha visa diminuir a possibilidade de retorno da pólio e reemergência do sarampo, doenças já erradicadas no Brasil. Por essa razão, ele destaca a importância dos pais ou responsáveis levarem as crianças inseridas no público alvo para receberem a imunização.

“Em toda a cidade estarão funcionando 67 salas de vacinas, incluindo três na área rural - no Distrito da Guia, Aguaçu e Rio dos Peixes -, que reúne as comunidades do Coxipó do Ouro e Barreiro Branco. O horário de atendimento em todas elas será das 08h às 11h e das 13h às 16h30. Estaremos com toda a equipe das unidades básicas de saúde de prontidão para atendermos com muita humanização os pequenos cuiabanos que precisam estar amparados contra essas doenças. Entretanto, é preciso conscientização dos pais e responsáveis para que consigamos atingir a meta preconizada”, frisou o secretário adjunto.

Seguindo o calendário nacional, o ‘Dia D’ será realizado no sábado (18) das 8h às 17h, ininterruptamente. Segundo a coordenadora de Programas Estratégicos, Lidiane Siqueira, haverá total mobilização dos envolvidos com a rede de Atenção Básica e da Vigilância em Saúde.

“Neste ‘Dia D’ de mobilização em Cuiabá, cerca de 400 pessoas, entre profissionais de enfermagem e da Vigilância em Saúde, estarão envolvidos para atendermos o máximo de crianças possível - sempre visando a humanização e os cuidados com a prevenção às doenças e promoção à saúde”, finalizou.

CONFIRA DADOS DAS DOENÇAS COM BASE NO MINISTÉRIO DA SAÚDE

SARAMPO

O Brasil recebeu, em 2016, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo e atualmente empreende esforços para manter o certificado, principalmente por meio do fortalecimento da vigilância epidemiológica, da rede laboratorial e de estratégias de imunização.

No mundo, há registros de casos de sarampo em alguns países da Europa e das Américas. Em 2017, foram 173.330 casos registrados. Em 2018 (até maio), 81.635 casos confirmados, sendo a maioria em países do Sudeste Asiático e Europa. Atualmente, o Brasil enfrenta dois surtos de sarampo: em Roraima e no Amazonas. Até o dia 25 de julho, foram confirmados 822 casos nestes estados. Além disso, alguns casos isolados foram identificados nos estados de Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Pará (2), Rondônia (1) e São Paulo (1).  O reaparecimento da doença está relacionado às baixas coberturas e a presença de venezuelanos no país, comprovado pelo genótipo do vírus (D8) identificado, que é o mesmo que circula na Venezuela.

POLIOMIELITE

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), três países ainda são considerados endêmicos (Paquistão, Nigéria e Afeganistão). O Brasil está livre da poliomielite desde 1990. Em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem. 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO