Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018

Municipal
Sexta-Feira, 16 de Março de 2018, 15h:45

FISCALIZAÇÃO

Escolas de Cáceres terão que garantir o cumprimento correto de dias letivos em 2018

Divulgação

Cáceres - Rio Paraguai

A Secretaria Municipal de Educação de Cáceres, localizada a 217 quilômetros de Cuiabá, terá que apresentar as medidas a serem adotadas para garantir que sejam cumpridos os 200 dias letivos durante o ano de 2018.  A medida faz parte de recomendação encaminhada pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT), por meio de sua unidade localizada no município.

A notificação ocorreu em virtude de todas as escolas que deram início às aulas no dia 26 de fevereiro sem quadro completo de professores e outros profissionais da educação, como auxiliares de desenvolvimento infantil. Em parte delas, as aulas começaram apenas para algumas turmas, ou houve dispensa de alunos. Além disso, em sete escolas o início das aulas foi adiado por mais duas semanas, em razão de reformas e falta de professores.

A diversidade de situações vai gerar a criação de inúmeros calendários letivos paralelos, pois as turmas atrasadas terão que repor aulas aos sábados, domingos ou feriados, ou no próximo ano, já que todo o restante do tempo está devidamente preenchido até a véspera do Natal. Inicialmente, já havia previsão de pelo menos cinco sábados letivos para todas as escolas, devido ao início tardio do ano letivo de maneira geral.

No documento, o procurador da República Felipe Mascarelli enfatiza que as escolas não poderão adotar dias de reposição de expedientes irregulares, nem atividades alternativas como passeios, aulas meramente recreativas, trabalho em casa, reuniões pedagógicas, dispensa de alunos, entre outros.

Prazos - Sobre a falta de professores, no inquérito civil que apura a situação, é colocado que a prefeitura somente publicou o decreto de nomeação de aproximadamente 60 professores em 20 de fevereiro, apenas seis dias antes do início das aulas, concedendo 30 dias para a presentação dos documentos. Além disso, no dia que seria de início às aulas, 26 de fevereiro, a prefeitura também lançou processo seletivo simplificado para recrutamento de professores e outros cargos vinculados à Secretaria Municipal de Educação. Todos os prazos superam, e muito, o início das aulas.

O MPF/MT ressalta que o município de Cáceres já descumpriu a obrigação legal de ofertar o mínimo de 200 dias letivos no ano de 2017, encerrando o ano letivo em muitas escolas antes do término oficial das aulas.

Visita do MPF - A reposição das aulas já tem sido objeto de fiscalização pelo MPF/MT, a fim de garantir que não ocorra prejuízo à aprendizagem desses alunos. Duas escolas municipais foram visitadas no último sábado (10), constatando-se alta taxa de ausência dos alunos e até de professores. Ressaltou-se ainda que o descumprimento dos 200 dias letivos, bem como outros prejuízos constatados na execução dos programas executados com recursos federais, poderá configurar ato de improbidade administrativa por parte dos responsáveis.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO