Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018

Municipal
Domingo, 18 de Fevereiro de 2018, 06h:16

SEGURANÇA PÚBLICA

Emanuel extingue atendimento de reeducandos na UPA Morada do Ouro

Redação

Davi Valle/Sicom

A Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA) da Morada do Ouro, em Cuiabá, não recebe mais pacientes privados de liberdade. A decisão é definitiva e foi comunicada pela Secretária Municipal de Saúde, Elizeth Araújo durante uma segunda reunião com representantes da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH) entre eles superintendentes e diretores das penitenciárias de Cuiabá e demais membros da SMS na tarde de sexta-feira, 16.

De acordo com a secretária, a determinação levou em consideração o estado de saúde emocional dos profissionais da UPA e também a preocupação da população local que neste momento encontram-se amedrontados após o tiroteio ocorrido na última terça-feira, 13 ocasionado pela suposta tentativa de resgate a um detento. No ato, cinco pessoas ficaram feridas dentre elas um bebê de apenas seis meses de vida e uma paciente de 33 anos. Ambos seguem aos cuidados das equipes médicas das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá e já apresentam melhoras

“Ofertar uma gestão humanizada e de respeito ao servidor são preceitos que regem a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro. Não há como se falar nessas premissas, permitindo que os profissionais continuem trabalhando reféns do medo, devido ao incidente ocorrido na unidade nesta semana. E este mesmo receio esta sendo sentido pela população que busca atendimento na Morada do Ouro. Por isso, após intensas reuniões, tomamos essa decisão em comum acordo com os representantes do Sistema Penitenciário e partir deste sábado, os detentos não serão mais direcionados para aquela unidade”, enfatizou Elizeth.

Segundo ela também ficou deliberado na reunião que os reeducandos serão direcionados para unidades de saúde que possuem menor fluxo de população e estes locais terão a segurança reforçada pelo Sistema Prisional. Frente a isso, os superintendes do Sistema Prisional Gilberto Valias da regional Leste e Daniel Rondon regional Oeste acompanhados pelos diretores dos presídios de Cuiabá e do coordenador da Atenção Secundária – UPAS e Policlínicas, Kennedy Marques vistoriaram diversas unidades de pronto atendimento 24 horas para avaliar a capacidade de atendimento e quais medidas de segurança precisarão ser tomadas em cada espaço.

“Na primeira reunião ficou acordado que a entrada do reeducando na unidade de saúde, passará a acontecer por espaços diferenciados e com segurança reforçada pelo Sistema Penitenciário. Dessa forma, a visita 'in loco' foi para atestar se os locais indicados pela SMS como os de menores fluxos seriam ideais na questão da segurança. Retornamos para uma segunda reunião com a secretária e com adjunta Dúbia Beatriz Campos onde amadurecemos a importância de termos uma unidade referência e nesta adaptarmos uma sala onde serão concentradas a permanecia e o atendimento do detento. As duas reuniões, bem como a visita nas unidades foram fundamentais para avançarmos nesta proposta visando melhorias para a população. Agradecemos a parceria desta gestão, pois há muitos anos não conseguíamos promover e avançar em diálogos tão produtivos e benéficos à sociedade como este dirigido pela secretária Elizeth”, frisou o superintendente da regional Leste.

Para o superintende Daniel Rondon as medidas emergenciais definidas na reunião darão mais segurança e tranqüilidade para a população. “Essa parceria com SMS culminou em alinhamentos e decisões que acarretarão em mais segurança e tranqüilidade para a população. Elas também vão diminuir as chances de situações como esta que deixou Cuiabá assustada volte a acontecer. Unimos os esforços e quem ganha é a população que passará a se sentir mais segura”, finalizou Rondon.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO