Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020

Municipal
Domingo, 05 de Janeiro de 2020, 09h:02

MÁ GESTÃO NA SAÚDE

Com pagamentos atrasados, médicos podem entrar em greve em Cuiabá

Jô Navarro

Arquivo

Segundo o Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed-MT), parte do 13º salário dos médicos que prestam serviços para a prefeitura de Cuiabá não foi pago. O Sindimed convocou assembleia a ser realizada no dia 8 de janeiro às 18h30 para discutir indicativo de greve.

A convocação é assinada pela doutora Evelyn Hack Bidigaray, em publicação no Diário Oficial do Estado (DOE). Serão discutias as seguintes pautas: falta de condições de trabalho; pagamento incompleto do décimo terceiro salário; terceirização dos serviços médicos; indicativo de paralisação e serviços correlatados.

Segundo o sindicato, o pagamento de plantões extras feitos por médicos estão atrasados há 06 meses e o adicional dos plantões de fim de semana e feriados não estão sendo pagos há 03 meses.

A Secretaria Municipal de Saúde nega o atraso e diz que apenas a parte de insalubridade do 13º salário que precisou ser auditada.

Inadimplência crônica

A prefeitura de Cuiabá tem atrasado o pagamento de fornecedores, que estão recorrendo à Justiça. Até o site institucional da prefeitura saiu do ar no início deste mês devido a uma dívida de mais de R$ 700 mil com o MTI. Somente depois da suspensão do serviço a prefeitura fez o pagamento.

Emanuel Pinheiro se cala sobre denúncia de vereadores de desvio de dinheiro da Saúde

A inadimplência da prefeitura vem sendo denunciada na Câmara Municipal pelos vereadores da oposição, que votaram contra os pedidos do executivo de autorização de novos empréstimos. Mesmo assim, a maioria deles, que apoia sem restrições a gestão de Emanuel Pinheiro (MDB), autorizou financiamentos milionários que serão pagos pela próxima gestão.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO