Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018

Estadual
Sábado, 12 de Maio de 2018, 08h:55

"ME CALEI E DISSE "SÓ VOLTO O DIA QUE FOR INOCENTE

Pedro Taques tem que aprender com Demóstenes Torres a ficar calado

Redação

Reprodução

Demóstenes Torres e Pedro Taques

Antes do governador Pedro Taques (PSDB) ficar esperneando que não vai aceitar que joguem o nome da sua família no lixo, o tucano deveria aprender com o ex-senador Demóstenetes Torres (PTB)  a ficar quieto e só falar quando realmente for inocente, como ocorreu com o goiano.

É bom frisar que quem sujou o nome da família Taques foram os próprios primos do governador, por isso ele tem que tomar satisfação e dar bonca nos seus parentes que estão presos.

Com relação a imprensa, o Ministério Público e a Justiça, o governador tem que ficar calado.

Aliás, o governador tinha uma "amizade" com o ex-senador Demóstenetes Torres.

Depois de se livrar de 12 procedimentos na Justiça, entre ações e inquéritos, o procurador de Justiça e ex-senador cassado – em 11 de julho de 2012 – Demóstenes Torres (PTB) conseguiu a vitória que tanto esperava no Supremo Tribunal Federal (STF). Vinte e um dias depois de conseguir uma liminar concedida pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo, que autorizava o petebista a ser candidato nas eleições deste ano, a Segunda Turma da Corte decidiu por 3 a 2 que a elegibilidade de Demóstenes estava garantida mesmo com a cassação pelo Senado há quase seis anos.

O senador Demóstenetes Torres disse que enfrentou tudo calado e manteve silêncio.

Minha postura e decisão foi "Me calei e disse 'só volto o dia em que for considerado inocente".

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO