Sexta-Feira, 22 de Março de 2019

Estadual
Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018, 06h:41

CAOS

Pedro Taques isolado; Emanuel Pinheiro enrolado na justiça: MT vive crise sem precedentes

Cícero Henrique

Reprodução

Pedro Taques e Emanuel Pinheiro

Mato Grosso atravessa uma fase política e administrativa tenebrosa, resultado de um conjunto de fatores que podem levar o Estado a afundar em uma crise sem precedentes em nossa história.

A 22 dias de assumir o comando do Palácio Paiaguás, o governador eleito Mauro Mendes (DEM) está receoso com a futura administração. A equipe de transição maurista dá demonstrações diárias de que a situação é gravissíma, especialmente na área fiscal. 

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), por sua vez, está isolado politicamente e ultrapassado na área administrativa. A capital vive um escândalo atrás de outro. O prefeito só vem sofrendo derrotas. Sem contar os processos na Justiça, como o caso da propina do paletó. Sua articulação política é incapaz de reverter tudo isso.

O Ministério Público Federal não vê a hora poder pedir a prisão do prefeito da capital, diante das provas graves contra o gestor municipal.

Outro que está completamente isolado é o governador Pedro Taques (PSDB), que também será investigado pelo Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal. Sairá de cena desmoralizado. Os aliados do tucano também são alvo da caçada implacável. Assim, as articulações para a formação de um bloco de oposição que possa fiscalizar e até ajudar Mauro Mendes estão combalidas em sem força.

Mato Grosso está, de fato, diante de uma crise sem precedentes. As estruturas políticas estão esfaceladas e a qualidade dos novos mandatos dos deputados estaduais e federais eleitos e reeleitos em outubro é duvidosa e ainda não passou pelo teste necessário do exercício das atividades parlamentares. Haverá uma luz no fim do túnel?

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO