Segunda-Feira, 23 de Abril de 2018

Estadual
Quarta-Feira, 28 de Março de 2018, 09h:17

SEMANA SANTA

Governo decreta ponto facultativo nesta Quinta-feira e prejudica o cidadão

Redação

Reprodução

Palácio Paiaguás

Pelo jeito o governador não gosta de trabalhar muito, porque gosta de esticar os feriados com pontos facultativos, prejudicando os serviços essenciais para a popualação.

Com certeza a população ficará prejudicada pela falta de atendimento, que já péssimo. O ideal é só liberar os servidores no feriado da sexta-feira, e não esticar como o ponto facultativo e fazer da ociosidade uma regra como já é comum no governo de Mato Grosso.

Em algumas secretarias os atendimentos sequer existem, deixando o cidadão sem nenhuma informação. Nada no governo funciona adequadamente.

Enquanto nas empresas privadas os serviços ocorrem normalmente na quinta-feira e em alguns casos até mesmo na sexta-feira, no poder público ocorre justamente o contrário, os feriados são esticados. Quem paga a conta de ineficiência do Estado é a população.

E o governador Pedro Taques contribui com essa ineficiência.

O decreto de ponto facultativo do governador Pedro Taques foi publicado nesta quinta-feira (29.03), considerada na tradição católica como a Quinta-feira Santa. Com isso, as secretarias, autarquias, fundações, escolas e empresas públicas de Mato Grosso não terão expediente neste dia. No entanto, os serviços de saúde e segurança serão mantidos normalmente, informa o Governo. 

O decreto 1.418 que estipula o ponto facultativo leva em conta o feriado nacional da Paixão de Cristo (sexta-feira 30.03) e o não prejuízo da eficiência, eficácia e efetividade dos serviços públicos, segundo o estado.

O cidadão que precisar de algum serviço pode buscar através do aplicativo MT Cidadão. Nele, é possível encontrar os principais serviços oferecidos pela Sefaz, Detran e outros órgãos do Estado.

Custo do feriado

O Brasil tem um PIB (Produto Interno Bruto) de US$ 2,4 trilhões ou R$ 4,8 trilhões, dividindo pelos dias úteis do calendário que equivale a 263, o país produz em média US$ 9,125 bilhões ou R$ 18,250 bilhões por dia. Esse é o valor estimado que cada feriado nacional em dia útil custe ao país.

Para se ter uma noção de como feriados em excesso prejudicam a economia, um único feriado é mais de 14 vezes do que o governo federal investiu em cultura em 2017 ou 30% do total que foi investido no Ministério da Defesa no ano passado.

Em Mato Grosso a situação não é diferente.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO