Domingo, 18 de Novembro de 2018

Estadual
Domingo, 24 de Junho de 2018, 12h:33

ELEIÇÕES 2018

A base do governo se movimenta

Cícero Henrique

Gcom

Pedro Taques

Parada, a máquina política do governo se desgasta. Adormecida, enferruja. Fazê-la andar em ano de eleição, eis tarefa nada fácil quando ela está, além de parada e adormecida, acomodada na direção, na cúpula, no topo da bonomia do poder. Como se trata de um gigante, e um velho gigante, mexer um dedo custa. Sacudir a poeira, torna-se quase um parto.

Nos últimos dias, a base mexeu o dedo. Acordou. Foi acordada. A tempo? O governador Pedro Taques já tinha indicado o plano. A pré-campanha, então, estava devagar, quase parando. Com a volta da bese, a realidade é outra.

Pedro Taques tem feito o básico: trabalhar para juntar a base aliada, abalada por desgastes internos e uma conjuntura de mudanças nos grupos em volta e em busca do poder. Ele esteve com várias lideranças em Rondonópolis.

No equilíbrio das contas está, sempre, Pedro Taques, como promotor e como fiador das alianças. Enquanto isso, outras ações são postas em campo. A estruturação da campanha já vai longe. Há equipes formadas para marketing, plano de governo e para o atacado e o varejo da política, e que já se encontram em foco conjunto. Um exemplo elementar: lideranças de todos os municípios estão criando grupos de WhatsApp com pegada local, municipal, para municiar aliados com informações positivas sobre o governo e material profissional de pré-campanha. É o início da mobilização para a corrida até as convenções que começa, de fato, depois da Copa da Rússia.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO