Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019

Cidades
Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 11h:32

SESP-MT

Sesp deflagra operação Salutem em Cuiabá e Várzea Grande

Redação

Divulgação/Sesp-MT

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) deflagrou nesta quinta-feira (16) a Operação Integrada Salutem. O objetivo é fortalecer o combate a crimes nas regiões de influências das rodovias federais. O início da operação, nesta na manhã, ocorreu no trevo da Rodovia Mario Andreazza com a Estrada da Guarita, em Várzea Grande.

A ação visa à prevenção e repressão imediata aos crimes de roubos e furtos de veículos e cargas, adulterações de sinais de identificação veicular, tráfico de entorpecentes, transporte irregular de cargas, porte ilegal de arma de fogo, descumprimento de medidas sanitárias, entre outros. Para isso, a Sesp conta com a parceria da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT).

Serão contempladas as Regiões Integradas de Segurança Pública (Risp’s) I e II, com sede em Cuiabá e Várzea Grande, respectivamente. Os municípios que compõem a Risp I são, além da Capital, Planalto da Serra, Chapada dos Guimarães, Nova Brasilândia, Acorizal, Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço. Já a Risp II é composta, além de Várzea Grande, por Nobres, Jangada, Rosário Oeste, Nossa Senhora do Livramento e Poconé.

Os policiais que atuarão na Operação Salutem receberam capacitação, entre os dias 1º e 30 de abril, a respeito de identificação veicular e documental. Participaram desta primeira fase 92 pessoas, entre agentes de fiscalização de trânsito dos municípios, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), da PRF e do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

As próximas fases consistem em profilaxia (barreiras e saturação), contenção (cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão). A previsão é que a operação seja realizada ao longo de 30 dias, incluindo todas as fases e etapas.

A operação é realizada de forma integrada pelas Polícias Militar (PM-MT), Judiciária Civil (PJC-MT), Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Detran, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Indea, Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT) e Guarda Municipal de Várzea Grande.

1 COMENTÁRIO:

Fabricando dinheiro para as férias de meio do ano o único objetivo nessa operação é arrecadar dinheiro para os cofres públicos defasados o governo está dando tiro para todo lado desesperado para manter as folhas em dias dos salários luxuosos do funcionalismo público porque bandidos não prendeu nem vai prender nem um eles não são burros tem informação organizados eles...Alias única coisa organizada no Brasil chama-se crime organizado...Parabens governador por arrancar na mão grande impostos dos trabalhadores...
enviado por: Fernando lima em 16/05/2019 às 19:53:47
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO