Domingo, 22 de Setembro de 2019

Cidades
Quarta-Feira, 07 de Agosto de 2019, 17h:04

CUIABÁ

Saúde realiza Seminário de Prevenção de Acidentes de Trabalho

O seminário será realizado nos dias 29 e 30 de agosto, no Auditório do Conselho Regional de Medicina

Redação

Reprodução

Secretaria de Saúde de Mato Grosso

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da Coordenadoria de Saúde do Trabalhador, promove o “1º Seminário de Prevenção e Minimização de Acidentes com Exposição a Material Biológico”, que visa debater o tema e contribuir para a conscientização dos profissionais da área da saúde.

O evento é parte de um projeto que contempla ações voltadas à redução de Agravos de Notificação de Acidentes de Trabalho com Exposição a Material Biológico (ATEMB) entre os profissionais que atuam na área da Saúde do Estado de Mato Grosso.

O seminário será realizado nos dias 29 e 30 de agosto, no Auditório do Conselho Regional de Medicina – localizado na Rua E do Centro Político Administrativo, em Cuiabá. A inscrição pode ser feita até o dia 16 de agosto pelo site do CRM-MT (www.crmmt.org.br).

Conforme dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), entre os anos de 2016 e 2018, aumentaram as notificações de acidentes com material biológico, principalmente nos municípios de Sinop, Sorriso, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Barra do Garças, Tangará da Serra e Primavera do Leste.

No Brasil, as notificações destes acidentes cresceram desde 2006. De acordo com área técnica, a notificação é essencial para que haja a tomada de decisão e ações preventivas.

“Esse tipo de acidente ocupacional é considerado emergencial e de notificação compulsória, devendo ser registrado no Sinan, e o tratamento precisa ser iniciado logo após a ocorrência do fato para que possa ser eficaz”, destaca a coordenadora do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador, Lauren Cristiane Leite.

A gestora ainda explica que os profissionais da saúde trabalham em ambientes insalubres e estão rotineiramente expostos aos agentes causadores de doenças infectocontagiosas; eles vivem um risco maior de adquirir Hepatite B (HBV), Hepatite C (HCV) e HIV do que a população em geral, uma vez que atuam na prestação de cuidados, de emergência, em salas cirúrgicas e laboratórios. Os profissionais de limpeza desses ambientes também estão expostos aos riscos, visto que recolhem os resíduos infectantes, dentre eles os perfurocortantes.

A coordenadora também enfatiza que os acidentes com exposição a material biológico são preocupantes e constituem um relevante problema de Saúde Pública, podendo afastar o trabalhador das suas atividades laborais, acarretar prejuízos econômicos e repercutir nas relações sociais e familiares.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO