Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Cidades

Terça-Feira, 08 de Agosto de 2017, 11h:35

PARCERIA

Proibição das queimadas e suas consequências

Redação

Reprodução

Proibição das queimadas e suas consequências

O Ministério Público do Estado, em parceria com a Brigada Mista do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Militar, Cadeia Pública de Colniza, secretarias municipais de Obras, Educação e Meio Ambiente, realizam no próximo sábado, 12 de agosto, a partir das 8h30, um ato público para conscientizar os moradores de Colniza (1.120 km de Cuiabá) sobre a proibição das queimadas e as consequências deste ato na esfera cível, criminal e administrativa. A mobilização começará no miniestádio municipal e percorrerá as principais vias da cidade, terminando na Praça Central.

Será realizado, ainda, concurso de desenho, visando estimular as crianças da rede municipal, de forma lúdica, sobre a importância da consciência ambiental, premiando as melhores artes. Na oportunidade, as crianças também conhecerão os trabalhos dos bombeiros, bem como poderão ter acesso ao caminhão do Corpo de Bombeiros e demais veículos oficiais das entidades participantes, podendo tirar fotos e matar a curiosidade.

Segundo o promotor de Justiça Leandro Túrmina, “Tendo em vista que Colniza é o município com maior número de queimadas do Estado de Mato Grosso, nada melhor do que a conscientização ambiental para mudar o quadro existente e, por isso, o Ministério Público aderiu a este ato”.

O promotor de Justiça Willian Oguido Ogama ressaltou que “o ato é importante, uma vez que a Brigada chegou há pouco tempo e a iniciativa idealizada pelo subtenente do Corpo de Bombeiros, Arilson Soares da Silva, busca realizar a transformação social, unindo forças com outras instituições para a proteção das nossas florestas”.

Após a realização do ato, os trabalhos de repressão se intensificarão, motivo pelo qual a Polícia Civil e Militar também se encontram alinhadas na causa, bem como a Secretaria do Meio Ambiente, por meio de aplicação de sanções administrativas. A Cadeia Pública também prestará auxílio, por meio dos serviços dos recuperandos, em prol da sociedade colnizense.

Período proibitivo
O período proibitivo para as queimadas em Mato Grosso teve início no dia 15 de julho e se estende até o dia 15 de setembro, podendo ser prorrogado em razão das condições climáticas. De 1º de janeiro a 13 de julho deste ano, já foram registrados 7.635 focos de calor, índice 35% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando ocorreram 5.635 focos.
Denúncias
A população pode denunciar queimadas urbanas no 193 do Corpo de Bombeiros ou nas secretarias de meio ambiente dos municípios. Já os incêndios nas áreas rurais, podem ser denunciados na Sema pelo 0800 65 3838 ou também no Corpo de Bombeiros.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO