Segunda-Feira, 10 de Agosto de 2020

Cidades
Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 11h:52

SAÚDE - CUIABÁ

Profissionais de enfermagem criticam vídeo do prefeito apoiando sindicalista

Da Redação

Reprodução

O vídeo gravado por Dejamir Souza Soares com o apoio do prefeito Emanuel Pinheiro à sua reeleição causou revolta dos profissionais de enfermagem em Cuiabá. No vídeo o presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen), Dejamir Soares, é elogiado pelo prefeito que encerra dizendo "depois você edita aí", dando a entender que a gravação foi a pedido do sindicalista.

Os enfermeiros não gostaram, pois a administração Emanuel Pinheiro tem sido alvo de críticas e denúncias, desde a falta de concurso público, contratação excessiva de comissionados, falta de medicamentos e materiais nas unidades de Saúde, suspeita de desvio de recursos federais e ingerência da primeira dama Márcia Pinheiro, que seria responsável pela remoção de servidores para beneficiar seus apadrinhados políticos.

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) chegou a divulgar uma nota no dia 04/12 repudiando "a atual gestão do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen) pela falta de transparência e respeito na condução do processo eleitoral para a escolha de sua diretoria".

Segundo a nota, a eleição para eleger a diretoria do Sinpen não respeitou "o princípio de ampla publicidade, um dos pilares da lisura na condução do processo".

Ainda segundo o Coren, "a atual gestão do Sinpen se caracteriza pelos meios escusos com que dirige o sindicato, ao qual o acesso dos trabalhadores é dificultado, inclusive estando a sede fechada grande parte do tempo, conforme o conselho pôde constatar in loco".

"Os mais de 28 mil trabalhadores da enfermagem de Mato Grosso não podem continuar a ser representados por falsas lideranças, que os traem em nome da manutenção do poder. O Coren-MT tomará as medidas judiciais cabíveis e estará ao lado dos trabalhadores na mobilização por eleições limpas", conclui a nota.

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO