Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018

Cidades

Sexta-Feira, 28 de Outubro de 2016, 09h:18

2º TURNO EM CUIABÁ

O marketing por trás do debate entre Emanuel e Wilson Santos

Jô Navarro

O debate entre Emanuel Pinheiro e Wilson Santos na TV Centro América aconteceu pouco depois da divulgação da pesquisa Ibope contratada pela emissora. Com 22 pontos à frente, Emanuel Pinheiro estava seguro e confiante, enquanto a tensão ficou evidente no semblante de seu adversário.

Nos debates anteriores, Wilson Santos fez perguntas sobre legislação municipal para tentar mostrar que Emanuel "não tem experiência". Ontem emanuel fez duas perguntas que demonstraram o desconhecimento de Wilson acerca de projetos que afetam a gestão municipal.

Uma delas sobre a PEC 594, que institui punição de cassação aos políticos que não cumprirem as promessas de campanha. Wilson respondeu falando de meritocracia, demonstrando desconhecimento da PEC da Mentira.

A outra pergunta foi sobre a Sumula 670 do STF, que dá direcionamento sobre a iluminação pública nos municípios. Santos falou sobre suas ações referentes a iluminação pública quando foi prefeito. Emanuel Pinheiro assinalou que WS desconhece a Súmula, que estabelece que o serviço de iluminação pública não pode ser remunerado por taxa, mas contribuição.

A estratégia de Wilson Santos continuou a mesma neste debate, tentando relacionar Emanuel a supostas irregularidades na concessão de incentivo fiscal para a empresa Caramuru.

Já a estratégia da coligação Por Um Novo Prefeito para Cuiabá foi se referir a WS usando de seu próprio estilo, com frase como "Não fique nervoso", explorada pelo tucano nos debates anteriores. Emanuel Pinheiro repetiu várias vezes seu bordão de campanha: "quem não fez em dois mandatos, não merece uma terceira chance".

Nas redes sociais WS continua fazendo ataques questionando a honra de Emanuel Pinheiro. Já Emanuel explora o bom humor com um vídeo mostrando animais fofinhos dançando e cantando seu jingle. Noutro vídeo agradece a população e comenta a pesquisa Ibope que mostra sua vantagem de 22 pontos com 61% dos votos válidos.

Agora é com você, eleitor.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO