Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018

Cidades

Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 07h:30

LEI MAIS DURA

Médica que atropelou verdureiro pode ser condenada a até 5 anos de reclusão

Pena foi agravada por lei que entrou em vigor em dezembro de 2017

Jô Navarro

Clínica Letícia Bortolini

Médica não prestou socorro depois de atropelar verdureiro

A juíza da 9ª Vara Criminal, Renata do Carmo Evaristo Pereira, decretou a prisão preventiva da médica Letícia Bortolini, na tarde de domingo (15). A juíza negou o pedido de fiança que foi solicitado pela defesa.

A médica atropelou o vendedor de verduras Francisco Lucio Maia, 48, na noite de sábado (14), na Avenida Miguel Sutil. Ele morreu no local. A vítima empurrava um carrinho de mão e chegava ao canteiro central da via quando foi atingido e morreu no local.

A médica foi levada para o presídio Maria do Couto May onde deve ficar em cela separada.

Pena mais dura
A Lei 13.546 foi sancionada em dezembro de 2017 e aumentou a pena para motorista que cometer homicídio ou causar lesão grave ou gravíssima ao dirigir alcoolizado ou sob o efeito de qualquer outra substância psicoativa. O condutor terá como pena a reclusão de dois a cinco anos, além de outras possíveis sanções.

A reclusão é a mais severa entre as penas privativas de liberdade, pois é destinada a crimes dolosos – quando há intenção de matar.

Divulgação

Verdureiro atropelado

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO