Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020

Cidades
Segunda-Feira, 27 de Janeiro de 2020, 20h:01

CUIABÁ

Homem vai até delegacia ameaçar ex-companheira e é preso em flagrante

Suspeito chegou a entrar na delegacia atrás da mulher

Redação

Reproução

Delegacia da Mulher

Policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá (DEDM) prenderam em flagrante na manhã desta segunda-feira (27.01) um homem que foi até a unidade policial para ameaçar a ex-mulher, que estava no local para registrar uma denúncia de agressão.

A vítima relata que conviveu com o homem por 12 anos e tem dois filhos. Cansada das diversas agressões físicas e verbais, ela pediu a separação e saiu da residência, indo morar na casa de sua mãe, mas o ex-companheiro não aceitava a separação. Nesta segunda-feira, no início da manhã, a vítima foi até sua residência para buscar roupas, quando o agressor, de 27 anos, arrombou o portão e entrou, passando a ameaçar e acusar a mulher de traição. Ele ainda pegou uma faca para feri-la e tomou seu celular. A vítima conseguiu escapar das agressões e fugiu para buscar ajuda.

Enquanto a vítima estava na delegacia para registrar a denúncia, o agressor ligou no celular da ex-sogra dizendo que queria conversar e pedir perdão, pois amava a mulher. Logo depois, ele chegou à unidade policial informando que queria fazer um registro de ocorrência, mas ser solicitado um documento de identificação disse que ia buscá-lo e ficou nas imediações da delegacia. A todo o momento, o homem olhava pelo local como se estivesse procurando a vítima.

Após ser identificado como o agressor da vítima que estava em atendimento na delegacia, o homem foi detido pela equipe da DEDM e depois autuado por ameaça e injúria real. Ele foi encaminhado para realização de exame de corpo de delito e nesta terça-feira (28) será apresentado em audiência de custódia na justiça.

“Mesmo depois do cometimento do crime, o agressor usa de audácia para ameaçar a vítima, que já está em pânico, sabendo que ele estava no local à procura dela. A vítima nessa condição fica fragilizada, com medo e pode desistir de buscar ajuda,” destaca a delegada Jozirlethe Magalhães Criveletto, informando que o agressor tem outras passagens criminais.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO