Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020

Cidades
Terça-Feira, 31 de Março de 2020, 13h:27

CUIABÁ E VG

Estado recebe 104 mil doses e vacinação contra influenza é retomada

Cuiabá e Várzea Grande retomam a vacinação de idosos e profissionais de saúde

Redação

Divulgação

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio da Gerência do Programa Estadual de Imunização, informa que recebeu do Ministério da Saúde, na última sexta-feira (27), o terceiro lote de vacinas contra a influenza. São mais 104 mil doses que já foram distribuídas para todos os 141 municípios.

As doses da vacina estarão nos municípios a partir desta terça-feira (31) e imunizarão prioritariamente o grupo de risco. Nesta primeira etapa, que teve início no dia 23 de março, devem ser vacinados somente idosos a partir de 60 anos e profissionais da saúde.

Até o momento, o Estado recebeu três remessas que totalizam 249.200 doses, sendo que a meta estadual para toda a campanha é vacinar 979.203 pessoas integrantes dos grupos prioritários. A previsão do Ministério da Saúde é repassar ao Estado um total de 14 remessas, ou seja, lotes da vacina por etapas.

Os municípios já foram orientados a estruturarem os pontos de vacinação em lugares arejados; Há também a indicação de evitar aglomeração, a fim de mitigar a propagação da COVID-19.

CUIABÁ

Na Capital a campanha será retomada na próxima quinta-feira (02) com o sistema ‘Drive Thru’  em cada ponto estratégico das regionais Leste, Oeste, Norte e Sul sendo eles: Shopping Pantanal, Shopping Estação, Universidade Federal de Mato Grosso (entrada pelo portão 1 – Coordenação de Segurança do Campus Universitário) e na Lagoa Encantada, situada no Bairro CPA III. Nestes locais a imunização terá início às 8h e serão vacinadas somente as pessoas que estiverem dentro dos automóveis.

Além disso, as doses de Influenza estarão disponíveis em mais 101 pontos da Capital, dos quais 93 são nas Unidades Básicas de Saúde incluído as da Zona Rural e mais oito pontos extras sendo eles: Escola Maria Luiza Prado Bastos no bairro Osmar Cabral, Escola Alina Tocantins no Cidade Alta, Colégio Adventista no Porto, Escola Professora Teresa Lobo, Escola Batista unidade Porto, Igreja Batista - Tijucal, Escola Maria da Glória no bairro Lixeira, CRAS do bairro Dr. Fabio I e II e Escola Estadual Ana Maria do Couto no CPA II.

Para toda a ação foram disponibilizadas cerca de 16 mil doses das 21 mil entregues pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira, 30. Cerca de 6 mil foram designadas para os drivers, e terá início às 8h e seguirá até durar o estoque. As 10 mil foram distribuídas para os 101 postos que farão as aplicações das 7h às 11h e das 13h às 16h30. As demais, segundo ela foram reservadas para os acamados que receberão as doses em casa ao longo da semana.

Cuiabá deve vacinar 46 mil idosos e 21 mil profissionais da saúde pública e privada.

VÁRZEA GRANDE

A secretaria municipal de Saúde de Várzea Grande já vacinou 9 mil pessoas entre idosos e profissionais da saúde - o público alvo desta primeira fase da campanha - contra a influenza H1N1. O Ministério da Saúde e o Governo do Estado enviaram para o município mais 8.500 doses, o que possibilitou a retomada da aplicação das vacinas na segunda feira (30).

De acordo a Técnica Responsável pela Vigilância em Saúde de Várzea Grande , Relva Cristina Silva Moura,o Ministério da Saúde ainda não mandou a totalidade das doses necessárias para toda a primeira fase da campanha, que irá até 15 de abril.Todas as cidades Brasileiras estão recebendo por lotes fracionados.

”A cada lote que chega restabelecemos os serviços, e mantemos a população informada. Tudo que recebemos nos dois primeiros lotes de doses das vacinas foram aplicadas. Os pontos de vacinação estão funcionando nos horários das 7h:30m da manhã às 17h, sem intervalo para o almoço. O Novo Decreto Municipal, de medidas de enfrentamento ao coronavírus, estabelece horário de funcionamento no âmbito da Administração Pública das 8h da manhã às 12, porém não se aplica aos serviços de saúde para a campanha de vacinação , que se dará nos dois horários. Isso é muito importante frisar”, explicou a coordenadora da Vigilância em Saúde.

A campanha foi antecipada para ajudar a diferenciar os casos de gripe pelo Influenza do novo coronavírus, para o qual ainda não existe vacina.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO