Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Cidades

Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, 10h:25

MOBILIDADE URBANA

Em ritmo avançado, obra da Estação Alencastro entra na fase final da supraestrutura

RAFAELA GOMES CAETANO

Luiz Alves

Com a instalação de 150 placas solares, o novo ponto de parada será climatizado e vai operar de maneira sustentável

As obras da Estação de ônibus Alencastro seguem em ritmo avançado, com a finalização da supraestrutura do espaço. Com 18 operários trabalhando diariamente, o local gradativamente aprimora a paisagem da nova Praça Alencastro, moldando o ambiente com uma estrutura diferenciada, que vai inaugurar uma nova fase do transporte público na Capital.

Recebendo até cinco mil passageiros por dia, com uma capacidade de acomodação simultânea equivalente a 760 pessoas, a estação traz uma tecnologia inovadora idealizada pelo prefeito Emanuel Pinheiro, a fim de proporcionar viagens mais confortáveis e seguras. Com a instalação de 150 placas solares, o novo ponto de parada será climatizado e vai operar de maneira sustentável e eficiente, aos moldes dos padrões internacionais que vigoram na construção de abrigos de ônibus nas principais capitais do mundo.

“Cuiabá possui um dos climas mais quentes do Brasil, o que torna o simples ato de esperar um ônibus um desafio. A Prefeitura de Cuiabá quer mudar essa realidade e a Estação Alencastro dará esse passo ousado em direção ao inovador. As altas temperaturas também são fortes aliadas ao bom funcionamento das placas solares e temos essa energia natural de extremo potencial para nos ajudar a desenvolver um espaço que seja acolhedor, seguro e climatizado - oferecendo uma melhor qualidade de vida para o cidadão. Com uma média de passageiros referente a 150 mil por mês, o novo ponto de parada é localizado em uma das regiões mais movimentadas da cidade, que concentra o maior número de usuários do transporte coletivo. Quando finalizada, seu alcance será imenso, considerando que as principais frotas de ônibus da cidade passarão pelo local”, afirmou o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo.

A Estação Alencastro será o ponto de parada mais utilizado pelos usuários que contam com o transporte público para se direcionar a locais como o Santa Amália, Terminal do CPA I, Grande Terceiro, Terminal Antártica, Jardim Gramado, Santa Terezinha, Pedra 90, entre outros. As nove linhas que passarão diariamente pelo local correspondem a 107, 604, 320, 340, 608, 410, 711, 605 e 609.

Ao todo, uma frota equivalente a 41 veículos fará sua parada em horários pré-estabelecidos no espaço. O fluxo de percursos efetuados também será elevado nos horários de pico. Das 6h às 8h, cerca de 100 viagens serão feitas. Entre às 11h e 13h, 71 serão realizadas, enquanto ao final do dia - mais precisamente entre às 16h e 18h - o número volta a crescer, atingindo aproximadamente 85 corridas.

“Esses dados mostram o impacto positivo que a estação vai gerar na qualidade de vida do cidadão que conta com o transporte público. Por ser localizado na região central, pontuamos que existe uma demanda muito maior de usuários e trabalhamos neste sentido, buscando trazer maior fluidez à mobilidade urbana, comodidade - com a presença de 76 assentos - e uma ampla extensão capaz de comportar quase 800 pessoas ao mesmo tempo de maneira agradável. Além de sua estética inovadora e inédita, a Estação vai ao encontro das necessidades socioambientais vigentes, respeitando o meio ambiente ao se aliá-lo para a promoção de uma qualidade de vida superior, a partir da energia renovável”, concluiu Adrielle Martins, coordenadora de Engenharia da Semob.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO