Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018

Cidades

Sábado, 30 de Dezembro de 2017, 08h:01

CUIABÁ

Comércio comemora aumento de 5,3% nas vendas de Natal

Redação

Reprodução

Após três anos de retração, os empresários da capital mato-grossense comemoram superação nas vendas que tiveram um aumento de 5,3% em 2017, conforme consultas realizadas pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Já em nível nacional, os dados revelam um acréscimo de 4,72% na comparação com 2016. A informação é da Câmara de Dirigentes Logísticos de Cuiabá.

“Esse foi o resultado mais expressivo em relação a vendas de todas as datas comemorativas de 2017”, disse o presidente da CDL Cuiabá, Nelson Soares Junior, que acrescenta, “Estamos felizes e otimistas com esse resultado, pois acreditamos que daqui para frente à economia comece a passar por um processo de recuperação”.

Os dados ainda do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que a retomada da economia teve seus primeiros reflexos na confiança dos consumidores e aumento do consumo, sendo que nos últimos anos, os resultados de vendas a prazo no Natal foram: -1,46% (2016), -15,84% (2015) e -0,7% (2014).

Segundo o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro, o resultado é consequência da melhora da conjuntura e da proximidade do fim da crise econômica. “O acesso ao crédito mais difícil e os juros elevados ainda limitam o poder de compras dos brasileiros, mas com a economia dando sinais de retomada, os consumidores foram às compras de forma menos tímida que nos últimos anos e também nas outras datas comemorativas de 2017”, afirma. Porém, o presidente alerta que, embora o crescimento deste ano pareça forte, ainda está longe dos resultados dos anos anteriores à crise econômica.

Neste ano, segundo um levantamento do SPC Brasil, o gasto médio do brasileiro com o total de presentes de Natal girou em torno de R$ 461,91. A estimativa era de que a data movimentasse cerca de R$ 51 bilhões na economia.

(Fonte: CDL Cuiabá)

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO