Domingo, 16 de Dezembro de 2018

Cidades

Sexta-Feira, 21 de Outubro de 2016, 23h:59

TIRO NO PÉ

Ataques e acusações podem levar à perda de votos em Cuiabá

Jô Navarro

Nestes últimos dias que antecedem o segundo turno da eleição municipal em Cuiabá os ânimos começam a ficar mais acirrados.

Depois do grave erro cometido pelo ex-presidente da Metamat, Elias Santos, que deu munição ao adversário Emanuel Pinheiro (PMDB) e um ‘tiro no pé’ na coligação Dante de Oliveira, a temperatura deve aumentar ainda mais.

Para quem conhece o estilo Wilson Santos de fazer campanha, como o prefeito Mauro Mendes, sabe que até o dia 30 de outubro muita coisa ainda vai acontecer.

O mais comum em campanhas assim é trazer à baila informações - nem sempre verdadeiras - com o objetivo de confundir os eleitores. Este é um dos motivos que levou milhares de cuiabanos a não votar, ou votar nulo, no 1º turno.

O jogo sujo, a manipulação de informações, o uso de parte da mídia para apresentar escândalos fabricados, contribuem para manchar a imagem dos políticos e enojar o eleitorado. As equipes de marketing precisam estar cientes de que podem perder mais do que ganhar com ataques desse tipo.

É neste momento da campanha que ficará evidenciado qual é, de fato, a melhor campanha e o marqueteiro mais inteligente.

A julgar pelas últimas horas, na próxima semana a campanha eleitoral será ‘sangrenta’ em Cuiabá.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO