Quarta-Feira, 23 de Setembro de 2020

Brasil

Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 14h:27

PRONUNCIAMENTO

Wilson Witzel diz que Brasil vive ditadura e Flávio Bolsonaro deveria estar preso

Da Redação

Reprodução

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, fez um pronunciamento nesta tarde, depois de ter sido alvo de mandado de busca e apreensão na Operação Placebo.

Witzel afirmou que o senador Flávio Bolsonaro, acusado de participar de um esquema de 'rachadinha' na Alerj,  deveria estar preso. Para o governador, a operação de hoje é resultado de vingança do presidente Jair Bolsonaro que, para ele, tenta ser "mais um ditador na América Latina".  

"Esse é um ato de perseguição política que se inicia nesse país e isso vai acontecer com governadores inimigos"

"Ao contrário, o que se vê na família do presidente Bolsonaro é a Polícia Federal engavetar inquéritos e vaza informações. O senador Flávio Bolsonaro, com todas a provas que já temos contra ele, que já estão aí sendo apresentadas, dinheiros em espécie depositado em conta corrente, lavagem de dinheiro, bens injustificáveis, ele já deveria estar preso. Esse sim", afirmou.

"Esse é um ato de perseguição política que se inicia nesse país e isso vai acontecer com governadores inimigos"

O governador alega não haver provas contra ele. "Não foram encontrados valores, não foram encontrados joias. Se encontrou, foi apenas a tristeza de um homem e de uma mulher pela violência com que esse ato de perseguição política está se iniciando no nosso país. O que aconteceu comigo vai acontecer com outros governadores que forem considerados inimigos. Narrativas fantasiosas, investigações precipitadas, um mínimo de cuidado na investigação do processo penal, levaria aos esclarecimentos necessários".  

A operação

Operação Placebo tem por finalidade a apuração dos indícios de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (COVID-19), no Estado do Rio de Janeiro.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO