Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019

Brasil

Quarta-Feira, 07 de Agosto de 2019, 10h:51

OPERAÇÃO FALSA LAVRA

PF investiga empresa que registrava títulos de lavras para especular

Servidores públicos são suspeitos de facilitar o registro de títulos de mineração

Redação

Reprodução

Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (7/8) a Operação Falsa Lavra, com o objetivo de investigar a atuação de um grupo, liderado por uma empresa com sede no Rio de Janeiro, que teria cometido crime de corrupção com o intuito de auferir lucros com a especulação de títulos minerários. As esquipes de policiais federais dão cumprimento a sete mandados de busca e apreensão, sendo cinco na capital fluminense e dois em Brasília/DF.

A investigação aponta que servidores do antigo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), atual Agência Nacional de Mineração (ANM), são suspeitos de terem facilitado ao grupo investigado a concessão de títulos minerários de lavra e pesquisa. Em posse desses títulos, a finalidade da empresa seria ameaçar e cobrar vantagens a quem tivesse interesse em realizar investimentos imobiliários.

Estão sendo apurados a ocorrência de corrupção de agentes públicos, conluio criminoso para, usando os títulos, criar dificuldades na exploração imobiliária e/ou imobiliária dos terrenos e se houve obtenção de vantagens financeiras em troca da desistência ou renúncia ao direito de exploração ou pesquisa mineraria dos terrenos.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO