Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019

Brasil

Sábado, 30 de Novembro de 2019, 09h:36

OPERAÇÃO FAROESTE

PF encontrou acervo de obras de arte "idôneo a abastecer qualquer galeria de arte ou museu nacional"

Jô Navarro

Reprodução/Bahia Notícias

Segundo manifestação da PGR no pedido de prisão da desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, do Tribunal de Justiça da Bahia, a Polícia Federal encontrou em posse da mesma uma centena de joias, entre elas um colar de ouro. Além disso, havia dinheiro em espécie (dólares e euros), 100 mil reais, três relógios Rolex e muitas obras de arte.

"O padrão ostentado pela desembargadora, com muitos adornos aparentando joias, dinheiro em espécie de grande monta, obras de arte, bolsas, etc é acima do que seria esperado de uma servidora pública", afirma a PGR.

"Nesse sentido, deve ser reportado parte do acervo criminoso da investigada Maria do Socorro, idôneo a abastecer qualquer galeria de arte ou museu nacional, ante sua magnitude e consagração dos artistas colacionados", escreveu a PGR.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO