Sábado, 15 de Agosto de 2020

Brasil

Sexta-Feira, 12 de Junho de 2020, 07h:51

OPERAÇÃO PROBITAS

PF deflagra operação para apurar cobrança de propina de R$ 23 milhões

Empresário denunciou servidor público que cobrou propina milionária

Redação

Reprodução

Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (12/6), a Operação “PROBITAS” visando combater crimes de corrupção. A ação, que contou com a participação da Receita Federal do Brasil, apura possíveis atos ilegais praticados por servidor público federal.

A investigação teve início em março deste ano, após o recebimento de denúncia contra servidor público, por parte de um empresário, que informou estar sendo pressionado a fornecer-lhe vantagem ilícita (dinheiro).

Com o avanço das investigações, foi possível verificar a verossimilhança dos fatos alegados, constatando-se que o servidor solicitou propina, no valor aproximado de R$ 23 milhões, mediante a promessa de deixar de autuar estabelecimento comercial e encerrar os procedimentos de uma fiscalização tributária em andamento.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária nas cidades de São Paulo/SP e São Sebastião/SP.

Os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção passiva tributária, da Lei nº 8.137/90; associação criminosa, prevista no Código Penal; ou por organização criminosa da Lei nº 12.850/2013, a depender da evolução das investigações.

A operação recebeu a denominação Probitas, origem latina da palavra probidade, pois o que se busca com as investigações é restabelecer a probidade dentro da administração pública, por meio da identificação e afastamento de servidores corruptos.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO