Terça-Feira, 31 de Março de 2020

Brasil

Quarta-Feira, 25 de Março de 2020, 16h:03

CORONAVÍRUS

Ministro Henrique Mandetta confirma 57 óbitos e 2.433 casos confirmados

Na segunda-feira, eram 25 falecimentos.

Da Redação

Reprodução

O Ministério da Saúde atualiza nesta tarde dados sobre a pandemia de covid-19 no Brasil. O país já tem 2.433 casos confirmados e 57 óbitos, com 2,4% de letalidade. As informações foram atualizadas até as 15h desta quarta-feira (25). As mortes estão em SP, RJ, AM, PE e RS

Em Mato Grosso o ministério confirma 8 casos e nenhuma morte até o momento.

balanço brasil 25março.jpg

 

 

O total de mortes marca um aumento de 11 em relação a ontem, quando a contabilização marcava 46 vítimas que vieram a óbito por conta da infecção. Na segunda-feira, eram 25 falecimentos.

Do total, 48 foram em São Paulo, seis no Rio de Janeiro, uma no Amazonas, uma no Rio Grande do Sul e uma em Pernambuco.

O total de casos confirmados saiu de 2.201 ontem para 2433 casos. O resultado de hoje marcou um aumento de 28% nos casos em relação ao início da semana, quando foram contabilizadas 1.891 pessoas infectadas.

Como local de maior circulação do novo coronavírus no país, São Paulo também lidera o número de pessoas infectadas, com 862 casos confirmados. Em seguida, o Rio de Janeiro (370), Ceará (200), Distrito Federal (160), Minas Gerais (133) e Rio Grande do Sul (123).

Também registram casos confirmados Santa Catarina (109), Bahia (84), Paraná (81), Amazonas (54), Pernambuco (46), Espírito Santo (39), Goiás (29), Mato Grosso do Sul (24), Acre (23), Sergipe (16), Rio Grande do Norte (14), Alagoas (11), Mato Grosso (oito), Maranhão (oito), Piauí (oito), Roraima (oito), Tocantins (sete), Pará (sete), Rondônia (cinco), Paraíba (três), e Amapá (um).

O Ministério da Saúde recomenda o isolamento a quem apresenta sintomas da covid-19 e a moradores da mesma residência do paciente sintomático, bem como a idosos acima de 60 anos, pelo prazo de 14 dias. Uma vez terminado esse período, não haveria mais necessidade da medida, a não ser em casos de uma condição médica específica.

Acompanhe ao vivo:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO