Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020

Brasil

Sábado, 05 de Março de 2016, 09h:37

OPINIÃO

Lula manipula militantes com a ameaça de perda das ‘conquistas sociais'

Jô Navarro

O PT, sob orientação do ex-presidente Lula da Silva, direciona o discurso dos militantes e lideranças em todo o país para tentar distorcer o foco das investigações da operação Lava Jato. O pronunciamento de Lula em coletiva de imprensa ontem, 4, após prestar depoimento, tenta vender a ideia de que as "conquistas sociais" promovidas quando ele foi presidente são o alvo das "elites" e da Polícia Federal.

Líderes em todo o país convocam a militância para "lutar", "enfrentar" o que chamam de "plano" para acabar com o PT e com as "consquistas sociais". Parlamentares petistas na Câmara dos Deputados e no Senado incluíram a suposta ameaça às conquistas sociais em seus pronunciamentos.

O que Lula e os dirigentes da sigla não mencionam é que foram seus próprios líderes, inclusive ele (Lula), que destruiram o PT e levaram o país para a maior recessão de sua história.

As conquistas sociais estão postas, não são alvo da Lava Jato. Os alvos são aqueles que usam as classes mais carentes como escudo sugerindo que os direitos sociais conquistados estão ameaçados. Um argumento mentiroso, distorcido para manipular o povo e os ainda cegos militantes petistas que são capazes de dar até a vida para mostrar solidariedade a quem ajudou a quase falir a Petrobras e mergulhar o Brasil numa crise econômica sem precedente. A "marolinha" prevista por Lula virou tsunami.

Ao incitar a militância o ex-presidente não teme levar o país a uma guerra civil para manter o PT no governo. Uma estratégia irresponsável e criminosa, que não poderá impedir o desfecho iminente, com a coleta de provas, que levarão Lula ao banco dos réus e à prisão.

Será o momento impagável de ver Lula preso, um desfecho "nunca visto na história deste país".

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO