Domingo, 12 de Julho de 2020

Brasil

Quinta-Feira, 05 de Março de 2020, 07h:49

LAVA JATO

Lava Jato desarticula Orcrim que pagava propina para conselheiros do TCE

Rede seria organizada por empresários e agentes públicos com apoio de dois escritórios de advocacia

Da Redação

Agência Brasil

Equipes da Força Tarefa da Lava Jato cumprem hoje (5), no Rio de Janeiro, 9 mandados de prisão preventiva e de prisão temporária. Sete pessoas já foram presas, entre elas o ex-secretário nacional de Justiça Astério Pereira dos Santos, o filho dele Danilo Botelho, o advogado Pedro Navarro (sócio de Danilo) e a advogada Viviane Ferreira Coutinho Alves. Também são alvos Carlson Ruy Ferreira, pai de Viviane, e um delegado da Polícia Civil do RJ.

Os agentes da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF) cumprem também, 32 mandados de busca. Todas as pessoas são acusadas de participar de um esquema de pagamentos de propina a conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) e de lavagem de dinheiro através de contratos na Secretaria estadual de Administração Penitenciária.

Segundo a PF, esta rede seria organizada por empresários e agentes públicos com apoio de dois escritórios de advocacia e envolvia laranjas e familiares dos acusados. O dinheiro recebido por meio desse esquema de corrupção estaria sendo dissimulado através do uso de pessoas jurídicas, laranjas e familiares dos envolvidos.

Estão sendo investigadas pessoas físicas e jurídicas que participaram de uma rede de pagamentos de propina relacionada às atividades da SEAP (Secretaria Estadual de Administração Penitenciária).

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO