Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019

Brasil

Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 13h:51

DELATADO POR LÉO PINHEIRO

Irmão de Dias Toffoli é delatado na Lava Jato

Da Redação

Reprodução

TicianoToffoli e Dias Toffoli

Ticiano Toffoli, ex-prefeito de Marília (SP), irmão de Dias Toffoli, foi delatado por Léo Pinheiro, presidente da OAS.

Em trecho do documento publicado pela Folha de São Paulo consta que “o empreiteiro conheceu Ticiano Toffoli em 2001, num jantar, em Brasília, junto com o então presidente do DAEM (Departamento de Água e Esgoto de Marília), Antonio Carlos Guilherme de Souza Vieira, conhecido como Sojinha..."

‘Foi solicitada vantagem indevida no valor de R$ 1 milhão com a finalidade de comprar a renúncia do então prefeito do município de Marília, Mário Bulgareli (PDT)’, disse Léo Pinheiro em sua delação. Quando isso se concretizou, foi realizada uma licitação direcionada para que a empreiteira baiana vencesse a disputa pela obra.

Reprodução

Léo Pinheiro, da OAS

Léo Pinheiro, da OAS

Quando Ticiano Dias Toffoli concorreu à reeleição a OAS teve que desembolsar novamente uma quantia para ajudá-lo. ‘Desse modo, com a finalidade de manter a gestão de Ticiano e, com isso, a possibilidade de execução da obra vendida, determinei a realização de doação da quantia de R$ 1,5 milhão em espécie, via caixa dois’, disse Pinheiro.

Segundo o executivo, Ticiano não foi eleito, mas Sojinha procurou representantes da OAS após a eleição para pedir R$ 1 milhão para custear as dívidas de campanha.

Em agosto de 2018 Ticiano Toffoli e Mário Bulgarelli foram condenados na Vara de Fazenda Pública de Marília por improbidade administrativa. O juiz Walmir Idalêncio dos Santos Cruz impôs pena de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por 8 anos, pagamento de multa, ressarcimento do dano e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios.

Leia a íntegra da reportagem da Folha 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO