Sábado, 25 de Janeiro de 2020

Brasil

Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019, 19h:11

AUDITORES REINTEGRADOS

FIBRIA CELULOSE VAZOU DOSSIÊ DE GILMAR MENDES PARA A IMPRENSA

Receita seguiu o código de rastreamento do dossiê com dados fiscais de Gilmar Mendes e chegou ao responsável pelo vazamento para a imprensa

Redação

Reprodução

Ministro Gilmar Mendes

Segundo O Antagonista, ao investigar a conduta de servidores envolvidos no acesso a dados sigilosos do ministro Gilmar Mendes, a Corregedoria da Receita Federal constatou que quem vazou as informações para a imprensa foi a Fibria Celulose (ex-Aracruz).

A princípio, a suspeita recaiu sobre auditores da Receita. O relatório da Corregedoria apurou que, por imperícia, um auditor tirou o sigilo de todos os dossiês, quando deveria ter tirado, a pedido, somente da Fibria Celulose. Assim, a empresa teve acesso às informações sigilosas que foram 'vazadas' para a imprensa. O rastreio foi realizado graças ao código localizador do documento publicado pela imprensa.

Os auditores afastados foram reintegrados ao quadro de servidores da Receita Federal pelo ministro Alexandre de Moraes, a pedido do Sindifisco.

Fibria Celulose

Há dez anos, empresa capixaba Aracruz uniu-se à Votorantim Celulose e Papel, da família Ermírio de Moraes, para formar a Fibria, maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo. Segundo a revista 'Exame', em 2018, a companhia teve receita de aproximadamente 3 bilhões de dólares, 114% superior à de 2017 e a maior desde sua criação. O lucro líquido, de 835 milhões, foi o triplo do ano anterior e também bateu recorde. No início de 2018 a empresa anunciou a fusão com a concorrente Suzano Papel e Celulose, controlada pela família Feffer.

 

1 COMENTÁRIO:

Para o.proprio GM provas ilicitas sao validas a ex dos golpistas do.intercept. E agora quem ira investigar o GM? Com a palavra Aras/Bolsonaro e Alcolumbre. Lava Toga ja.
enviado por: Dene em 22/11/2019 às 21:19:28
0
 
0
responder

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO