Terça-Feira, 02 de Junho de 2020

Brasil

Terça-Feira, 31 de Março de 2020, 08h:40

POSTAR FAKE NEWS

Facebook segue Twitter e censura posts de Bolsonaro

Redação

Reprodução

Plataforma já havia anunciado diversas iniciativas para o pleito de outubro relacionadas à propaganda eleitoral paga

Em momentos de crise humanitária se espera de um presidente equilibrio, seriedade, responsabilidade, senso de urgência, e não irresponsabilidade de publicar fake news nas redes sociais.

Menos de 24 horas depois de o Twitter postagens feitas pelo presidente Jair Bolsonaro mostrando o passeio que fez por Brasília neste domingo (29), o Facebook tomou a mesma decisão e pelos mesmos motivos: as mensagens violam “nossos Padrões da Comunidade, que não permitem desinformação que possa causar danos reais às pessoas”.

As redes sociais não deixaram claro quais pontos específicos das imagens ou das declarações dos dois posts levaram à exclusão, observa o site G1. Além das publicações apagadas, há outras do passeio de Bolsonaro em Brasília e de declarações deste domingo sobre o coronavírus que continuam no ar.

No vídeo que foi apagado nas três redes sociais, Bolsonaro conversa com um ambulante, defende que as pessoas continuem trabalhando, e diz para “quem tem mais de 65 ficar em casa”. Ele acena positivamente quando uma das pessoas na aglomeração diz que “tem que abrir os comércios e trabalhar normalmente”.

No segundo vídeo, removido apenas do Twitter, ele entra em um supermercado, volta a provocar aglomerações, critica as medidas de isolamento e diz para jornalistas que “o país fica imune quando 60, 70% foram infectados” e que um remédio contra o coronavírus “já é uma realidade”, sem apresentar comprovação.

Confira AQUI

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO