Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020

Brasil

Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 07h:20

26 EX-CHEFES DE EXECUTIVO

Ex-governadores alvo de processos desviaram em uma década R$ 2 bilhões de reais

Redação

Reprodução

Emanuel Pinheiro e Silval Barbosa

A corrupção é o maior mal dos políticos contra a população, pois acaba assassinando gerações com a falta de saúde, educação, transporte de qualidade, falta de infraestrutura e etc.

Os desvios de recursos afetam milhões de brasileiros, principalmente os mais pobres que ficam reféns das quadrilhas.

Em uma década, metade dos estados brasileiros e o Distrito Federal tiveram governadores implicados em suspeitas de crimes, relacionados aos seus mandatos e suas campanhas eleitorais. 

Em Mato Grosso há vários políticos corruptos, alguns estão fora dos poderes e chegaram a ser presos, outros ainda estão na ativa, como câncer proliferando e criando raizes.

Na reportagem desta segunda-feira no Jornal Estado de S.Paulo, "Ex-governadores são alvo de processos que somam R$ 2bi" o ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa é um dos citados na matéria.

O caso de Silval Barbosa é relacionado às propinas para ex-deputados estaduais. O ex-governador revelou o pagamento de propina para deputados estaduais e filmou os mesmos recebendo pacotes de dinheiro. O vídeo mostrou o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, recebendo dinheiro de Silvio Correa, ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa. As imagens mostram ainda, na mesma circunstância, o petista Alexandre César,  J Barreto  (falecido), Luciane Bezerra,  Ezequiel Fonseca, Airton Português, Antonio Azambuja, Baiano Filho (cobrando pagamento), Zé Domingos Fraga, Wagner Ramos, Oscar Bezerra, Gilmar Fabris, Ondanir Bortolini, o Nininho, e Silvano Amaral.

 Maços de dinheiro

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO