Segunda-Feira, 06 de Julho de 2020

Brasil

Quarta-Feira, 24 de Junho de 2020, 17h:37

SITUAÇÃO DE CAOS

Coronavírus: taxa de contaminação volta a crescer no Brasil após três semanas de queda

Redação

Reprodução

Dados do Imperial College apontam que a contaminação do coronavírus no Brasil, após três semanas em queda, voltou a acelerar. Pela nona semana seguida, o país apresenta taxa acima de 1, o que indica que a transmissão está fora de controle.

O número, também chamado de Rt, indica para quantas pessoas na média cada infectado com o coronavírus transmite o patógeno. A taxa calculada nesta semana é de 1,06, ligeiramente acima do 1,05 da semana anterior. Ela indica que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o coronavírus para outras 106, que por sua vez transmitem para 112,36 e assim por diante, fazendo com que a doença se espalhe com velocidade crescente no país.

América Latina

O diretor de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan, reforçou nesta quarta-feira (24) que a pandemia de Covid-19 na América Latina ainda não chegou ao pico e que ela deve resultar em “número sustentado de casos e mortes contínuas” nas próximas semanas.

Questionado especificamente sobre quando o ápice da pandemia ocorreria no Brasil, ele respondeu que os picos são difíceis de prever, mas a altura e a duração deles depende de ações dos próprios governos e da sociedade.

“O que você faz afeta o pico: afeta a altura do pico, afeta a duração do pico. E afeta a trajetória de descida [do número de casos]. Tem tudo a ver com a intervenção do governo para responder, com a cooperação da comunidade com a intervenção e com a capacidade de atuação dos sistemas de saúde”, respondeu o diretor de emergências.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO