Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019

Brasil

Quarta-Feira, 06 de Novembro de 2019, 15h:58

REPERCUSSÃO NEGATIVA

CNM não admite extinção de municípios

Redação

Reprodução

Presidente da entidade, Glademir Aroldi

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) criticou ontem a proposta pelo presidente Jair Bolsonaro de fundir municípios com menos de 5.000 habitantes e arrecadação própria inferior a 10% do total de receitas.

A entidade reclama que os municípios não foram consultados e considera um "equívoco" a extinção de municípios, segundo reportagem do UOL.

-- Não dá para compreender uma proposta dessas. Deixaram os municípios fora da reforma da Previdência. Agora precisa extingui-los, disse o presidente da entidade, Glademir Aroldi.

Extinção

Segundo o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, 1.254 municípios podem ser incorporados por vizinhos.

Isso significaria a extinção de 22,5% dos municípios do país (5.570), segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO