Sábado, 11 de Julho de 2020

Brasil

Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 11h:49

VACINA

Cinco mil voluntários brasileiros testarão vacina contra a covid-19

Jô Navarro

Reprodução

Vacinação

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford contra o coronavírus Sars-Cov-2 será testada no Brasil e no Reino Unido, informa a agência italiana ANSA. Cinco mil voluntários saudáveis testarão a vacina.

Na primeira fase de testes clínicos, iniciada em abril, participaram cerca de mil adultos en tre 18 e 55 anos. As doses de testagem foram produzidas pela empresa italiana Advent-IRBM, de Pomezia, nos arredores de Roma. A Universidade de Oxford já tem um acordo com a multinacional britânica AstraZeneca para a fabricação e distribuição da vacina em escala mundial.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou na terça-feira (2) no Diário Oficial da União autorização para o estudo no Brasil, a pedido da AstraZeneca. 

Segundo a Anvisa, a vacina se baseia em um adenovírus de chimpanzés contendo a proteína spike, usada pelo coronavírus Sar-Cov-2 para agredir as células humanas. A vacina ChAdOx1 nCoV-19, conhecida como AZD1222, usa um vetor viral baseado em uma versão enfraquecida do resfriado comum (adenovírus) contendo o material genético da proteína spike Sars-CoV-2. O vetor de adenovírus recombinante (ChAdOx1) foi escolhido para gerar uma forte resposta imune a partir de uma dose única sem causar uma infecção contínua no indivíduo vacinado. 

Caso os testes sejam positivos, a multinacional afirma que já tem acordo para produção de pelo menos 400 milhões de doses da vacina até setembro deste ano.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO