Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020

Brasil

Segunda-Feira, 22 de Junho de 2020, 09h:08

OPERAÇÃO EPHESTIA

Após apreensão de mais de 2 toneladas de cocaína em Ilhéus, PF apura origem da carga

Redação

Divulgação/SSP-BA

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (21/6) a Operação Ephestia, com o objetivo de dar continuidade às investigações que resultaram na apreensão de mais de 2 toneladas de cocaína no porto de Ilhéus, entre os dias 19 e 20 do mês em curso.

Cerca de 30 policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão em endereços vinculados à empresa exportadora, tanto em Recife/PE, onde se localiza a sua sede, quanto no extremo oeste da Bahia, em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, onde a carga de soja teria sido carregada. Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara da Seção Judiciária da Bahia

Com a ação, busca-se o aprofundamento das investigações, com a obtenção de provas que levem à identificação dos responsáveis pela carga ilícita e o desbaratamento da organização criminosa.

O nome da operação, Ephestia, faz alusão a uma praga muito comum na armazenagem de grãos. Assim como esta praga, a ocultação de drogas em cargas de grãos tem se disseminado nos portos brasileiros utilizados como rota pelo tráfico internacional.

O contínuo enfrentamento ao tráfico de drogas já permitiu, em 2020, que a Polícia Federal apreendesse mais de 9.5 toneladas no de cocaína apenas em território baiano.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO