Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Artigos
Quinta-Feira, 03 de Agosto de 2017, 09h:09

CÍCERO HENRIQUE

Capengas

Cícero Henrique

Jô Navarro/Caldeirão Político

Jornalista Cícero Henrique

A cada dia tenho mais certeza que nenhum político de Mato Grosso merece meu voto. A votação na Câmara dos Deputados sobre a denúncia de corrupção contra o presidente Michel Temer (PMDB) só veio reforçar isto.

Hoje a coluna "Painel", da Folha de S. Paulo, noticia o posicionamento do deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT), que votou pelo arquivamento da denúncia, contrariando a orientação do seu partido. A coluna relata que o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB/BA), provocou o deputado Nilson Leitão perguntando se ele iria deixar os cargos no Governo. Segundo a coluna, o tucano deu um tapinha nas costas do colega e respondeu, de pronto. “Pergunte para os que estão fora. Eu estou dentro”. Leitão preside a Frente Parlamentar da Agropecuária e articulou com Michel Temer benefícios a fazendeiros que têm mandato no Congresso Nacional.

Vimos os deputados federais votando apenas por conveniência, ou lobby do agronegócio, ou até mesmo por emendas parlamentares, mas não votaram seguindo o desejo da maioria da população.

O mais esdrúxulo disso tudo é que os mesmos deputados não conseguiram dar uma justificativa plausivel. A excessão foi o deputado federal Ságuas Moraes do Partido dos Trabalhadores, de Mato Grosso.

É vergonhoso os parlamentares fazerem de conta que as denúncias e investigações por parte do Ministério Público Federal e Policia Federal não tenham substância e provas. A mala de dinheiro no flagrante de Rocha Loures  seria entregue ao seu chefe, Michel Temer, que é considerado pelo MPF como o chefe da quadrilha. Termo muito pesado,  dado a criminosos de alta periculosidade.

É bom lembrar que os deputados votaram a favor de Temer devido ao lobby, seja do agronegócio ou até mesmo de algumas denominações religiosas. Essas entidades dão só o dinheiro, voto mesmo é muito pouco.

Agora a sociedade precisa gravar bem os nomes desses deputados e não mais reelegê-los.

Michel Temer ganhou, mas seu governo fracassouno Congresso Nacional, com uma vitória bem apertada.

Isso demonstra que as reformas dificilmente serão aprovadas daqui em diante, pelo bem da população.

O governo Temer é como os deputados que votaram, capenga e moribundo.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!